Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Tempo monótono em Santos - verão com características de inverno

Notícia enviada em 01/02/2014
por Rodolfo Bonafim - São Paulo/SP
E... o calorão prossegue em Santos. Desde 27 de dezembro de 2013 até hoje, 01 de fevereiro de 2014, as condições de tempo são compostas por Sol forte, poucas nuvens, condições essas apenas entremeadas com turbulências no início deste ano, quando temporais despejaram razoável quantidade de água, destacando-se o desastre em Itaioca, no Vale do Rio Ribeira de Iguape, extremo sul do estado paulista... Até morte por raio houve também e, mais uma vez na praia da Enseada no Guarujá, Baixada Santista! Até tempestades secas ou elétricas aconteceram. Depois disso,só monotonia, traduzindo: dias amanhecendo com pouca ou nenhuma formação de nuvens e anoitecendo na mesma situação... Temperaturas rondaram por vários dias a casa dos 40ºC em Santos. Nuvens de desenvolvimento vertical (cúmulos-congestos) até se desenvolvem sobre a Serra do Mar por vários dias, mas... nada de chuva, apenas ameaças. Na cidade de São Paulo e em algumas do interior paulista, a chuva aconteceu em alguns finais de tarde, acompanhadas de descargas elétricas (raios), trazendo os costumeiros transtornos à população. Isso ocorre na capital e interior (incluindo a saraiva ou granizo), pelos fatos destas localidades estarem afastadas do mar e no caso específico da capital, de apresentar ilhas de calor intensas... Já nas cidades da Baixada Santista, a presença da brisa marinha, apesar de intermitente, tem dissipado muitas vezes, a formação de células de tempestades!!

Em resumo: um verão com picos de temperatura, calor praticamente sem tréguas (constante) e atipicamente seco justamente em janeiro, geralmente o mês mais chuvoso do ano...

Verão com características de inverno

Soa estranho falar quer o verão tem características de inverno, mas é a mais pura realidade.

O bloqueio atmosférico comentado por mim no reporte anterior (ver em https://apolo11.com/minhanoticia.php?noticia=Calorao_muito_persistente_em_Santos_e_regiao&posic=dat_20140130-130606.inc), é devido ao posicionamento anômalo da massa de ar conhecida como Alta Subtropical do Atlântico, o que não permite que frentes frias cheguem à Região Sudeste e acoplem-se ao escoamento amazônico, que acarreta na formação de corredores ou canais de umidade, trazendo chuva por vários dias. Como a atmosfera é composta por vários estratos, as camadas mais altas insuflam ar para as camadas mais baixas à semelhança de uma bomba de bicicleta, inibindo a formação de nebulosidade. A isto dá-se o nome de subsidência, fenômeno oposto ao da convecção ou levantamento, onde o movimento do ar é de baixo para cima, o que faz com que a parcela úmida do ar (vapo d',água), se resfrie e se condense em nuvens...

Verão atipicamente ",bom", para observação e fotografia astronômicas!

A estação mais quente do ano é tida pelos astrônomos e aficionados pelas maravilhas celestes, como uma época ruim para esse tipo de atividade, pois chove em abundância ou a atmosfera devido às correntes de convecção devido ao calor, tornam o céu turbulento, ou seja, os astros, especialmente, os planetas acabam apresentando aspectos de movimentos bruxuleantes!

Ah, mas até agora, neste ano, quebrando os padrões, várias noites tem sido aproveitadas para a observação e até astrofotografia! Talvez este seja o lado melhor desta época de calor tão intenso.

Janeiro mais seco e com calor mais constante

Desde 22 anos atrás quando iniciei as observações, monitoramento climático e medições meteorológicas da Baixada Santista, admito que até o momento, não houve um mês de janeiro tão seco e com calor tão constante como este de 2014!

Índice pluviométrico

O pluviômetro da minha estação mediu ",apenas", praticamente a metade da média esperada para o mês de janeiro em Santos. E não tem mais jeito: janeiro findou-se ontem, acabando com as chances de maior pluviosidade. As reservas de água de abastecimento da Baixada Santista ainda estão com níveis normais, porém, no planalto, o Sistema Cantareira já está apresentando níveis bem aquém do normal. Talvez não haja risco de falta de água, porém, racionamento de energia teria maior probabilidade de acontecer, num cenário mais pessimista...

Quando teremos alívio do calorão?

1 - Prognóstico ",otimista",

Já em meados da primeira semana de fevereiro, poderá chover e com isso limpará e refrescará a atmosfera

2 - Prognóstico ",pessimista",

Apenas por volta do final da primeira quinzena de fevereiro, é que o alívio virá.

Agora só nos resta aguardar!

Enquanto isso, às 02:55, em Santos, céu estrelado

Rodolfo Bonafim enviou 942 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Quanto mais uma pessoa compreende a seriedade da vida, melhor dela se pode rir" - Schopenhauer