Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Uma onda por trás do El Nino

Notícia enviada em 29/09/2014
por Rodolfo Bonafim - São Paulo/SP
Antes de mais nada, este reporte fundamentalmente destaca a importantíssima interação da oceano com o ar atmosférico na regulação do clima mundial.

",Após um ",jejum", de quase 5 anos, o fenômeno climático El Niño, que consiste no aquecimento das águas superficiais e subsuperficiais do Oceano Pacífico Equatorial, apresenta grandes probabilidades de se manifestar ainda durante o inverno de 2014. Como a Climatologia trabalho com modelos numéricos e estatísticos fixa-se em cerca de 60% a probabilidade de desenvolvimento do El Niño em junho próximo, passa dos 65% em julho e fica superior aos 70% em agosto, segundo prognósticos do NOAA (Administração Nacional Oceânica e Atmosférica) - espécie de NASA da Oceanografia e Climatologia. O embasamento desses prognósticos é que a temperatura superficial do mar (TSM) na região do Pacífico Equatorial vem apresentando valores acima da média climatológica desde o mês de abril.",

O texto acima (em aspas), foi um trecho de um reporte que fiz em 26 de maio de 2014, sob o título ",

A volta do El Niño Clássico ou Modoki e o inverno 2014", (https://apolo11.com/minhanoticia.php?noticia=A_volta_do_El_Nino_Classico_ou_Modoki_e_o_inverno_2014&posic=dat_20140526-025225.inc).

Dos prognósticos descritos nesse fragmento, é que de fato, o inverno de 20104 pode mesmo ter sido influenciado pelo El Niño, haja vista esta estação em 2014, ter sido consideravelmente menos intensa em relação ao inverno de 2013, este, o mais intenso dos últimos vinte anos na Baixada Santista, capital e Grande São Paulo!

Como fica o El Niño para a primavera de 2014?

Com base em monitoramento de bóias pelo Oceano Pacífico, bem como por sensoreamento remoto, o resultado da maior parte dos modelos de previsão climática, indicam o estabelecimento da condição de El Niño, com intensidade fraca a moderada, no decorrer do trimestre Setembro/Outubro/Novembro de 2014.

A temperatura da superfície do mar (TSM) continua anomalamente mais aquecida em relação às normais climatológicas, sobretudo nos setores central e leste. Portanto, apesar de controvérsias ainda rondando o meio acadêmico da Climatologia em maio deste ano (conforme meu reporte, cujo fragmento está sinalizado em aspas), este El Niño é mesmo do tipo Modoki (de fraca a média intensidade) e não do tipo Clássico ou Canônico (de forte intensidade), como ocorreu nos anos de 1997 e 1998.

Pesquisadores da NASA, a Agência Espacial Americana, (reiterando), até por volta do início de junho, pelo fato de as condições para El Niño em 2014 se assemelharem as dos anos de 1997 e 1998 (anos em que o fenômeno foi Clássico ou Canônico,conforme mapas de TSM, obtidos a partir de sensoreamento remoto), levantaram a possibilidade de haver em 2014, a repetição do fenômeno com a mesma intensidade forte!

Por outro lado, pesquisadores da Metsul, instituto de Meteorologia de São Leopoldo no Rio Grande do Sul, discordaram na época da opinião de Eric Lindstrom da NASA, pois segundo os brasileiros sulistas, para diversos períodos de ano comparativamente iguais (de março a maio) entre os anos de 1997 e 2014, há diferenças de anomalias de TSM, o que poderia voltar à possibilidade mesmo de ocorrer um El Niño mais fraco do tipo ",Modoki",... Saliento, que o termo Canônico provém de tudo aquilo que segue as normas ou padrões, e Modoki, se origina do idioma japonês e quer dizer que não sustenta o aquecimento em todas as regiões do Pacífico, ora fica mais aquecido o Pacífico central, ora a parte leste, podendo provocar chuvas irregulares no Sul do Brasil, como ocorreu nos anos de 2004 e de 2005, inclusive nas regiões de Campinas, Capital, Grande São Paulo e Baixada Santista, que se localizam ao sul da Região Sudeste, portanto, próximas da Região Sul do país, o que complicaria ainda mais a situação do reservatórios paulistas....

Mas, como se faz a previsão do El Niño?

Seja do tipo Canônico ou Modoki, a previsão se origina de um fenômeno conhecido por ",Ondas Kelvin",.

Antes, porém, da Física Básica, sabemos que onda é na verdade um tipo de perturbação ou distúrbio oscilatório que se propagam num meio, transportando apenas energia, sem transportar matéria.

Estas são ondas do tipo mecânicas, como aquelas causadas pelo simples lançamento de uma pedra sobre a superfície tranquila de um lago, as ondas sonoras emitidas pela nossa voz, cordas tangidas de um violão, etc, etc, etc. Mas, há também aquelas que não precisam se propagar na matéria, como as ondas eletromagnéticas, exemplificadas pela luz, microondas, ultravioleta, Raios-X, etc, etc, etc.

Bem, voltando, as ",Ondas Kelvin",, estas são protuberâncias quentes no Oceano Pacífico. Elas se formam em torno da Indonésia e viajam para o leste na direção das Américas. Uma ",Onda Kelvin", típica tem de 5 a 10 centímetros de altura, largura de centenas de quilômetros e é mais quente do que as águas que a rodeiam.O Oceano Pacífico tem os ventos dirigidos de leste para oeste, ou seja, das Américas para a Indonésia. Este persistente sopro de vento empurra as águas da superfície do mar, aquecidas pelo Sol, na direção do ocidente. O resultado disto é que o nível do mar perto da Indonésia é, normalmente, 45 centímetros mais elevado do que ele é próximo ao Equador. Os cientistas chamam esta parte do Oceano Pacífico, próxima à Indonésia, de ",piscina quente",.

Ela é a maior área de água quente na Terra. Esta ",piscina", aquece a atmosfera acima do Pacífico Ocidental onde células de convecção geram temporais com trovões, relâmpagos e muita chuva. Algumas vezes, ninguém sabe ainda por que os ventos daquela região praticamente deixam de soprar por alguns dias ou semanas. Como conseqüência, a água quente desliza, de volta por todo o Oceano Pacífico, na direção do litoral das Américas.

Assim se forma uma ",Onda Kelvin",. A cada verão no hemisfério sul, ou inverno no hemisfério norte, os cientistas detectam pelo menos uma ",Onda Kelvin", se aproximando das Américas.

Curiosamente, a parte mais quente de uma ",Onda Kelvin", não está na sua superfície mas sim, quase sempre, entre 100 e 150 metros abaixo da superfície do oceano.

Então, sempre que se desloca uma ",Onda Kelvin",, haverá o desencadear de um El Niño?

Geralmente, quando uma ",Onda Kelvin", chega às costas do América do Sul no Pacífico, talvez haja um pouco mais de chuva e a água fique ligeiramente mais quente. No entanto, pode até se originar ocasionalmente (mas, segundo um tipo de ciclo) algo muito mais poderoso, o El Niño.

O fenômeno do ",El Niño começa quando a falta de ventos na região da Indonésia, onde o mar está mais aquecido, se dá não por pouco tempo mas por vários meses. Neste caso ",Ondas Kelvin", muito fortes atravessam o Oceano Pacífico, depositando água quente próximo da América do Sul onde o oceano é, normalmente, mais frio, devido à Corrente Marítima de Humboldt...

Então, nem toda ",Onda Kelvin", gera um El Niño, pois senão teríamos este fenômeno em todos os anos!

Imagem anexa: globo terrestre mostrando mudança na altura do nível do mar causada pelo aumento da temperatura. Fonte: NASA.

Rodolfo Bonafim

Diretor Científico da ONG Amigos da Água

Rodolfo Bonafim enviou 942 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"É mais fácil lutar por princípios de que viver por eles" - Alfred Adler