Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Via-láctea: a nossa galáxia!

Notícia enviada em 11/12/2012
por Rodolfo Bonafim - São Paulo/SP
Como fazemos parte do contexto desta que é uma gigantesca coleção de estrelas (cerca de 200 bilhões), gases moleculares e ionizados e poeira - a Via-Láctea, não temos condições de vê-la em seu esplendor, na sua totalidade, porém, estudos revelam que ela é uma galáxia tipo espiral, possivelmente barrada, muito semelhante à Grande Galáxia da Constelação de Andrômeda (designada por M31, no catálogo Messier)., que também é uma espiral...

Os antigos romanos sob noites límpidas e sem o clarão da Lua, numa época em que não havia poluição ambiental urbana (luminosa e atmosférica), a percebiam como uma extensa banda nebulosa que cobria de ponta a ponta o firmamento. Devido ao seu aspecto esbranquiçado e leitoso, chamaram-na de ",Caminho do Leite",. Mas, é no centro da Via-Láctea, que por mero efeito de perspectiva situa-se na direção da Constelação do Sagitário, é que ela apresenta maior brilho.

Percebe-se mesmo hoje, em locais afastados dos centros urbanos, porções escuras da galáxia, as nebulosas de poeira escuras, as quais os antigos pensavam ser buracos para outra dimensão.

Demorou muitos séculos para que um dia, Galileu Galilei, o precursor do método científico, apanhasse uma rústica luneta e mirasse na galáxia para descobrir que aquela nebulosidade leitosa não passava (mesmo assim há nebulosas escuras e brilhantes de emissão) de miríades de estrelas, que por situarem-se a distâncias muito remotas e pela grande quantidade, parecem fundir-se numa massa de nebulosidade, pois nossos olhos não tem poder de resolução para separá-las...

Portanto, como estamos dentro da Via-Láctea, só podemos enxergar parte dela, que é essa banda nebulosa que cobre o céu de ponta a ponta.

Caso tivéssemos o poder de viajar numa nave espacial especial rumo ao centro galático, os detectores a bordo da nave, registrariam um intenso feixe de raios gama (esses raios são os de maior frequência do espectro eletromagnético e extremamente ionizantes, que em contato com nossa pele, altera o DNA, além de outros sérios danos) dotados de uma energia de 511 mil elétron-volts (cerca de 250 mil vezes a energia da luz visível aos nossos olhos), precisamente a energia produzida pela aniquilaçlão mútua de um elétron e seu ",gêmeo", de antimatéria , o pósitron. AIntensidade da radiação sugere que uma vasta quantidade de antimatéria está sendo consumida, talvez, 10 toneladas a cada segundo...

Ainda no centro galático, teríamos de nos precaver a fim de não sermos engolidos pelo monstruoso buraco negro central que devora estrelas próximas, fato verificado pela presença de um vórtice quente de matéria que rodopia ao redor desse buraco negro, com massa superior a cem milhões de vezes a massa do Sol (ver meu reporte sobre esse tema em https://apolo11.com/minhanoticia.php?noticia=Dia_de_acao_de_gracas_buraco_negro_realiza_seu_almoco&posic=dat_20121122-174204.inc.

Mas, melhor mesmo que fazer uma viagem virtual pelo centro da Via-láctea, é contemplá-la a olho nu ou fotograficamenre, caso da foto anexa, que foi realizada por mim no Observatório Municipal de Amparo - SP, servindo-se da técnica piggyback...

Rodolfo Bonafim enviou 942 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Qualquer coisa é importante, desde que a julguemos importante" - William Tames