Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Geologia da Baixada Santista (perfil geológico)

Notícia enviada em 06/12/2013
por Claudio Benedict - /SP
Infelizmente não é muito fácil obter documentação sobre a geologia e o perfil geológico da baixada santista e depois de alguma pesquisa, até certo modo quase frustrante consegui alguns dados, mas considero ainda incompletos.

A região da Baixada Santista, local de grandes preocupações ambientais com alta densidade urbana, é um exemplo de carência de conhecimento sobre a geologia e a climatologia local.

A Baixada Santista é uma região de complexas combinações entre água, solo, relevo, vegetação. Há vários milênios toda a região estava recoberta por uma camada de pelo menos 50 metros de água, sendo então visíveis como ilhas apenas os morros principais.

Até 1940 não se sabia muito da geologia da baixada, quando o estudo dos solos de fundação de suas novas instalações portuárias foi a base dos estudos físico da Baixada Santista. Um perfil geológico foi traçado, ia do pé da serra até a praia de Santos. Em Cubatão o solo era constituído por cerca de 15 m de argila orgânica mole preta sobre camada de pedregulho sobre o embasamento gnáissico* decomposto. Dali por diante o terreno era recoberta por uma camada de areia que, na praia, atingia a profundidade de cerca de 15m e o embasamento gnáissico ficaria a mais de 80 m de profundidade. Há afloramentos aqui e ali, do embasamento gnáissico representado por morros.

*Gnáissico é um tipo de folheação em que a orientação plana é produzido por camadas alternadas de composição mineral diferente. Rochas com camadas gnáissico tem curso de grãos e representam um maior grau de metamorfismo. O espécime retratado aqui é um tipo de Gnaisse. Observe as faixas claras e escuras em uma direção geral da esquerda para a direita.

Os solos que recobrem as rochas gnáissicas das encostas da Serra do Mar e dos morros litorâneos com camada superficial constituída por solos residuais ou coluviais* lateríticos, suportes da Mata Atlântica, sobre espesso manto de solos de alteração in situ das rochas locais, mantendo ainda a estrutura da rocha-mãe. Essas coberturas são muito instáveis, mostrando, em vários locais, evidência de que estão em movimento serra abaixo. Leia mais... http://www.uc.pt/fluc/cegot/VISLAGF/actas/tema4/mirian

Coluviais - Solo que é transportado devido a ação da gravidade.

Lateríticos - Encontram-se nos climas tropicais quentes e úmidos, com chuvas abundantes, onde a meteorização é intensa. Os solos lateríticos são frequentemente vermelhos e são compostos por óxidos de ferro e de alumínio no seu interior.

O americano Charles Frederick Hartt, descreve a Baixada de Santos e a Serra de Cubatão, em seu livro Geology and Physical Geography of Brazil, publicado nos Estados Unidos em 1870. São descrições que cobrem mais os aspectos geográficos que os geológicos da região.

São poucas as informações sobre a geologia da Serra de Cubatão. Há somente menção às formações geológicas do trecho da estrada de ferro Mayrink-Santos. Outra caracterista importante são os “sambaquis” em todo o litoral sul do Brasil. São acumulações de conchas, restos humanos, ossos de aves e peixes, usados como agulhas ou colares. Muitos desses sambaquis alcançam uma dezena de metros de altura e têm seus taludes íngremes,

evidentemente de origem humana. Muitos desse sambaquis mostram em sua base conchas fósseis de moluscos de espécies extintas. Até onde se sabe uma datação feita num sambaqui encontrado no local onde hoje se acha a Usina Siderúrgica de Piaçagüera indicou a idade de 10.000 anos. Leia mais... http://www.usp.br/revistausp/41/03-milton.pdf

Claudio Benedict enviou 6 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Nada é pequeno demais para uma criatura tão pequena quanto o homem" - Samuel Johnson