Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Calorão muito persistente em Santos e região

Notícia enviada em 30/01/2014
por Rodolfo Bonafim - São Paulo/SP
Calorão muito persistente em Santos e região!

Não é nada normal: neste mês de janeiro de 2014, o índice de chuvas até o momento (30 de janeiro), praticamente no fim do mês, está bem aquém da média esperada, o que faz deste janeiro, um dos mais secos da história recente.

Chamo à atenção para este fato, pois janeiro é geralmente um mês bastante chuvoso, com médias que podem atingir até 400 milímetros de chuva por metro quadrado em Santos. Inclusive, há um fenômeno climático típico do verão e de janeiro conhecido pelo termo Zona de Convergência do Atlântico Sul, sigla ZCAS, cujo mecanismo de ",,funcionamento",, consiste no acoplamento de uma frente fria com um canal de umidade da Amazônia, produzindo chuvas quase constantes, por vezes por vários dias consecutivos na Região Sudeste, especialmente na Baixada Santista. Só para acentuar os efeitos deste fenômeno típico de janeiro, pode-se mencionar o evento de ZCAS ocorrido em janeiro de 2005, quando os moradores e turistas da região se perguntavam se de fato estávamos no período do verão, pois chegou a chover por mais de uma semana, uma chuva que lembrava os meses de inverno, inclusive com temperaturas máximas que não ultrapassavam a casa dos 22ºC/23ºC.

Verão 2014 poderá ficar conhecido como o mais intenso do século 21

Há modelos de previsão climatológica (de longo prazo) de que haverá formação no centro da América do Sul o que os meteorologistas americanos chamam de “heat dome”, ou seja, cúpula de calor, uma verdadeira bolha gigantesca de ar extremamente quente associada a persistente área de alta pressão (de tempo ",,bom",,, no caso). É como se fosse a grosso modo, uma panela de pressão com ar quente aprisionado nela e se intensificando enquanto o ar mais frio que poderia trazer alívio fica bloqueado mais ao sul da América do Sul, na região da Patagônia!!!

Sendo assim, estabelece-se um padrão de bloqueio atmosférico que desloca a corrente de jato (ventos fortes nas camadas mais altas da atmosfera) mais ao sul da posição normal com contínuo ingresso de ar quente de norte (do sul da Amazônia) e que se intensifica. A posição da massa de ar conhecida por Alta Subtropical do Atlântico está muito fora da sua posição normal de verão, o que também contribui para este calorão!

A longa sequência de dias tórridos agrava o efeito da ilha de calor urbano e as cidades ficam ainda mais quentes com noites muito quentes. Santos, por exemplo, nos registros que faço na minha estação meteorológica, têm acusado temperaturas nas noites e madrugadas de janeiro, entre os 28º e os 29ºC!!!!

Quando se estabelece uma condição de bloqueio com uma bolha de ar quente tão intensa e extensa, as ondas de calor não apenas tendem a ser muito fortes como costumam ser longas com máximas extremas e até históricas. Portanto, não é nada considerado normal esta situação climática que vivenciamos, pois além da falta de chuvas,mais típico do inverno, tivemos em várias cidades do interior paulista e também na capital, índices de umidade relativa abaixo dos 20%, considerado pela Organização Mundial de Saúde, como estado de alerta!

Quando o calorão vai aliviar?

Segundo alguns modelos de previsão climatológica, estaremos ainda sob domínio desta grande massa de ar quente até os primeiros dias de fevereiro, quando já termos algum alívio a partir de 04 de fevereiro. Mas, segundo outros modelos, este calor sem tréguas, poderá se conservar até o final da primeira quinzena de fevereiro. Vamos aguardar!!

Em tempo: agora, às 12:18, temperatura de 33,8ºC, umidade relativa de 39% e sensação térmica de aproximadamente 37ºC, com ventos muito fracos de sudoeste em Santos, na Vila Belmiro. Estes são dados da minha estação meteorológica.

Imagem anexa: mapa demostrativo do bloqueio que proporciona tanto calor

Fonte: Metsul

Rodolfo Bonafim enviou 942 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A guerra nada mais é que a continuação da política por outros meios" - Karl von Clausewitz