Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Espaço - Brasil no Espaço
Domingo, 9 abr 2006 - 09h02

Na hora marcada, o brasileiro Marcos Pontes volta à Terra

Conforme planejado, a nave espacial russa Soyuz TMA-7 aterrisou exatamente às 20h48 (Hora de Brasília), na região central do Casaquistão, a cerca de 60 km a nordeste da cidade de Arkalyk. A bordo do engenho estavam o primeiro astronauta brasileiro, Marcos Pontes e seus companheiros, o americano William McArthur e o russo Valeri Tókarev, que retornaram à Terra após 6 meses a bordo da estação Espacial Internacional, ISS.

A operacão de resgate parecia mais como uma operação de guerra e contou com nada mais que 38 aeronaves aéreas, entre aviões e helicópteros que acompanharam a entrada da nave desde o momento que entrou na atmosfera terrestre.

O chefe da Agência Espacial Russa, Anatoli Permínov, e o diretor da Nasa, Michael Griffin, acompanharam todos os momentos da re-entrada a partir dos telões instalados no local, onde as imagens e dados de telemetria eram atualizados constantemente.

Todos os preparativos para o rescaldo foram tomados, além das possíveis operações de emergência, que incluia inclusive a aterrissagem em território de outros países, em 12 possíveis "polígonos de aterrissagem".

De acordo com as informações preliminares, durante a entrada da nave nas camadas densas da atmosfera, as sobrecargas sobre os astronautas chegaram a 4,67 pontos de gravidade, contra os 4 previstos. As sobrecargas são também conhecidas como "forças G". Em contato através de rádio, o comandante da nave Valeri Tókarev informou que os astronautas suportaram as forças G sem problemas.


Experiências
A missão "Centenário", desenvolvida pelo astronauta brasileiro, incluía nove experiências científicas e tecnológicas em bioquímica, termodinâmica, cinética de enzimas, cristalização de proteínas, semi-condutores e difusão térmica. Fontes não oficiais indicam que o Brasil pagou por seu vôo US$ 20 milhões e também se informou que este ano a Nasa pagará por dois vôos de seus astronautas em naves russas cerca de US$ 40 milhões.

Nos próximos seis meses trabalharão na ISS o russo Pavel Vinográdov e o americano Jeffrey Williams, com quem Pontes voou para o espaço e que substituíram na tripulação permanente Tókarev e McArthur. Espera-se que em julho próximo junte-se a eles o astronauta alemão Thomas Reiter, que chegará a bordo de uma nave espacial americana.

Fotos: Na imagem superior o tenente coronel Marcos Pontes momentos após o pouso. Na imagem seguinte vemos a nave Soyuz a caminho da Terra, logo após desacoplar-se da ISS.


Veja ao vivo
Diariamente o Apolo11 retransmite as imagens da NASA-TV. Aqui você pode acompanhar todos os passos, desde o lançamento até o acoplamente entre as naves. Continue assistindo ao vivo e não perca nenhum lance !
NASA-TV


Rastreie a Estação
Para quem gosta de rastrear satélites, o Apolo11.com também mantém uma página especial, onde além de poder acompanhar a posição atual da ISS, também mostra com antecedência quando ela passará próxima às capitais brasileiras. Sabendo isso você pode captar seus sinais e se o momento for adequado, poderá até mesmo vê-la !
Clique e saiba mais







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"O acaso não existe; o que chamamos de acaso é o efeito de uma causa que não conhecemos" - Voltaire