Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Mudanças Climáticas
Segunda-feira, 7 set 2009 - 07h12

Índia encomenda estudo para entender aumento de tufões

O Ministério do Meio Ambiente da Índia solicitou um estudo científico para entender melhor e supervisionar os efeitos das mudanças climáticas sobre o país. Cientistas alertam para o aumento do nível do mar e estão preocupados com a frequencia de tempestades tropicais e tufões na região.

"Vimos que a linha do litoral no país foi afetada pelo aumento do nível do mar. A erosão vai acontecer e causará danos e deslocamentos no litoral da baía de Bengala", afirmou o diretor S. Shenoi, do Centro Nacional Indiano de Serviços de Informação Oceânica.

Embora apenas 6% dos ciclones tropicais que se formam no planeta afetem a baía de Bengala, a intensidade das tempestades aumentou nos últimos anos e isso se deve às mudanças climáticas", disse o professor S.K Dube, do Centro de Ciências Atmosféricas de Nova Délhi.

A Índia sofre com tempestades severas todos os anos e agora, o estudo pretende avaliar os efeitos do clima sobre as diferentes regiões do país, que enfrenta também graves problemas ambientais, como níveis altos de poluição e perda de aquíferos.

"Até agora, nosso conhecimento da mudança climática no país é impreciso e inconsistente", declarou Jairam Ramesh, ministro do Meio Ambiente.

127 organizações de pesquisa e 220 cientistas participarão do estudo que deverá ser apresentado em novembro de 2010. O país se prepara ainda para o lançamento de um satélite de fabricação própria com o objetivo de quantificar a emissão de gases do efeito estufa na atmosfera.


Foto: Poderoso ciclone Nargis localizado sobre o Golfo de Bengala, em 1 de maio de 2008. Na ocasião os ventos sustentados do sistema atingiram a marca de 215 km/h.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"O acaso não existe; o que chamamos de acaso é o efeito de uma causa que não conhecemos" - Voltaire