ATENÇÃO
Ajude a manter GRÁTIS o conteúdo do Apolo11. Colabore conosco. Clique Aqui
Segunda-feira, 12 jul 2021 - 10h06
Por Rogério Leite

Astrônoma amadora descobre nova Lua de Júpiter

Depois de incessante busca por objetos ao redor de Júpiter, uma astrônoma amadora conseguiu identificar mais um corpo orbitando o gigante gasoso. Como de praxe, a descoberta foi submetida à lista de discussões do Minor Planet Center para ser analisada. Se confirmado, o achado elevará para 80 o número de luas que circulam o planeta.

Animação feita com intervalo de 300 segundos mostra o movimento de S/2003 J 23 próximo à Jupiter.
Animação feita com intervalo de 300 segundos mostra o movimento de S/2003 J 23 próximo à Jupiter.

A descoberta do novo objeto foi feita pela astrônoma amadora Kai Ly, que utilizou imagens registradas em 2003 pelo Telescópio Canadá-França-Havaí de 3,6 metros. Com o uso dessas imagens, Lee recuperou quatro luas Jovianas perdidas e se tornou a primeira amadora a descobrir uma lua até então desconhecida.

Batizada provisoriamente como S/2003 J 24, o corpo tem cerca de 1 km de diâmetro e orbita Júpiter a cerca de 40 mil km de altitude. Segundo a astrônoma, a descoberta é um desdobramento de identificações anteriores feitas em imagens pré-recuperadas de luas jovianas recentemente descobertas, incluindo Valetudo, Ersa e Pandia.

David Jewitt e Scott Sheppard, ligados à Universidade do Havaí, também utilizaram essas imagens para descobrir 23 novas mini luas. Os registros permanecem disponíveis online.


Descobrindo Novas Luas
A descoberta de Ly começou em maio e no começo de junho de 2021 passou a examinar as imagens feitas em fevereiro de 2003, quando Júpiter estava em oposição e suas luas eram mais brilhantes. Ela examinou três imagens que cobriam a mesma região do céu em momentos diferentes da noite de 24 de fevereiro e nesta cenas encontrou três luas potenciais movendo-se entre 13 e 21 segundos de arco por hora durante a noite.

De acordo com Ly, não foi possível recuperar duas luas potenciais em outras noites, mas encontrou a terceira, temporariamente designada EJc0061, em observações de pesquisa em 25 a 27 de fevereiro e em imagens tiradas com o telescópio Subaru em 5 e 6 de fevereiro.

A partir da identificação do objeto nas imagens, Ly utilizou diversos softwares para calcular a orbita do objeto. Somente depois de ter dados confiáveis, considerou que o arco de observações fornecia bastante segurança para anunciar a descoberta.

“Tenho orgulho de dizer que esta é a primeira lua planetária descoberta por um astrônomo amador” disse Ly. Segundo ela, as órbitas de todos esses objetos são muito semelhantes e sugerem que todos são fragmentos de um único impacto.

Ly descreve sua caça à lua joviana como "um hobby de verão antes de voltar para a escola".

O astrônomo amador Sam Deen ficou bastante impressionado” com o feito de Ly. Ele acrescenta que quando os observatórios publicam dados de pesquisa abertamente, cria-se mais oportunidades para os amadores fazerem descobertas. “O principal obstáculo é saber o que você está procurando e ter paciência para examinar os dados por horas antes de afirmar ter descoberto algo".

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.









Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2021

O país real, esse é bom, revela os melhores instintos; mas o país oficial, esse é caricato e burlesco" - Machado de Assis -