Sexta-feira, 23 set 2016 - 09h25
Por Rogério Leite

Astrônomo amador registra gigantesca formação no limbo solar

Registrar a cromosfera solar é uma tarefa bastante difícil, pois exige equipamentos caros e específicos. No entanto, as cenas obtidas são simplesmente encantadoras e geralmente revelam admiráveis manifestações de energia.

Proeminencia Solar

A cena mostrada foi registrada pelo astrônomo amador Pete Lawrence, de Chichester, no Reino Unido. A imagem é um primor de qualidade técnica e revela uma extraordinária proeminência que chega a atingir mais de 75 mil quilômetros de altura, além da escaldante cromosfera solar borbulhando a tórridos 10 mil Kelvin.


Proeminências
Essas gigantescas feições são bastante comuns de serem observadas na borda solar. São estruturas enormes e brilhantes, geralmente na forma de laços, árvores ou loops. São compostas de gás incandescente (plasma) e se se formam na superfície da estrela (a fotosfera) e normalmente se projetam por milhares de quilômetros de altura, algumas vezes indo além da coroa solar.

Proeminência Solar em h-alpha
Sol registrado pelo Apolo11: a cena foi registrada na manhã de quinta-feira, 16 de abril de 2015, com auxílio de um telescópio especial, capaz de registrar o Sol no comprimento de onda h-alpha. Neste seguimento do espectro observa-se a cromosfera solar, onde o hidrogênio da estrela atinge mais de 10 mil graus de temperatura. Ao todo, a animação compreende 90 minutos da atividade do Sol.

O intenso campo magnético mantém o plasma confinado, mas devido a uma série de fatores relacionados à dinâmica solar, o plasma pode se liberar do aprisionamento e ejetar parte de sua massa em direção ao espaço. Quando a velocidade da ejeção não é forte o suficiente para escapar do domínio gravitacional do Sol, o plasma ejetado retorna à superfície na forma de uma chuva incandescente.

Uma proeminência pode se formar em apenas um dia e se manter estável por longos períodos. A massa de gás contida dentro de uma proeminência é tipicamente da ordem de 100 bilhões de toneladas de matéria.

Filamentos
Quando as proeminências são observadas na superfície do Sol, ao invés da borda, recebem o nome de filamentos e são distinguidos facilmente por apresentarem traços longos e escuros. Não é incomum essas feições atingirem mais de 500 mil km de extensão.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"O homem tem de estabelecer um final para a guerra, senão a guerra irá estabelecer um final para a humanidade" - John Kennedy