ATENÇÃO
Ajude a manter GRÁTIS o conteúdo do Apolo11. Colabore conosco. Clique Aqui
Quarta-feira, 10 nov 2021 - 10h16
Por Rogério Leite

Cientistas detectam terremoto mais profundo já observado, em local impossível de acontecer

Um tremor de baixa magnitude ocorrido em 2015 tem atraído a atenção de diversos sismologistas em todo o mundo. O sismo ocorreu em uma profundidade recorde, onde tecnicamente não poderia acontecer.

As ilhas Bonin são parte de um arco geológico chamado Arco Izu-Bonin-Mariana. <BR>Este arco situa-se acima de uma zona de subdução onde a placa tectônica das Filipinas mergulha abaixo da placa das Filipinas.<BR>
As ilhas Bonin são parte de um arco geológico chamado Arco Izu-Bonin-Mariana.
Este arco situa-se acima de uma zona de subdução onde a placa tectônica das Filipinas mergulha abaixo da placa das Filipinas.

O evento aconteceu no ano de 2015, a 751 quilômetros abaixo da superfície. Essa profundidade situa o sismo no manto inferior da Terra, onde os sismologistas sempre pensaram que os terremotos fossem impossíveis. Alí, as pressões são tão extremas que as rochas têm mais probabilidade de se dobrar e deformar do que romper com a liberação repentina de energia. Normalmente, eventos profundos acontecem ao redor de 610 km abaixo do nível do mar.


Replica Profunda
O terremoto de profundidade recorde foi relatado pela primeira vez em junho de 2021 na revista Geophysical Research Letters e de acordo com o paper foi uma réplica menor de um evento de 7.9 magnitudes que atingiu as Ilhas Bonin, ao largo do Japão, em 2015.

A detecção do sismo foi obtida por meio de uma matriz de estações japonesas de muito alta sensibilidade, desenvolvida justamente para análise de eventos de magnitude muito baixa.


Minerais e Rochas Quentes
De acordo com John Vidale, ligado à Universidade do Sul da Califórnia, a profundidade exata deste evento ainda está sendo avaliada e precisa ser confirmada por outros pesquisadores, mas considerando os estudos publicados tudo leva a crer que as medições estão certa.

A grande maioria dos terremotos que acontecem no planeta são superficiais e têm origem na crosta terrestre e no manto superior nos primeiros 100 km abaixo da abaixo da superfície.

Na crosta, que se estende apenas por 20 km em média, as rochas são frias e quebradiças e quando sofrem estresse mecânico podem se dobrar ligeiramente antes de se quebrar, liberando energia como uma mola em espiral.

Mais profundamente na crosta e no manto inferior, as rochas são mais quentes e estão sob altas pressões, o que as torna menos propensas a se quebrar. Nesta camada, os terremotos podem ocorrer quando altas pressões empurram os poros cheios de fluido nas rochas, forçando os para fora. Sob essas condições, as rochas também estão sujeitas a quebra por fragilidade. Essa dinâmica pode explicar terremotos até 400 km de profundidade, ainda no manto superior.

Antes da réplica do sismo de Bonin em 2015, alguns terremotos foram observados no manto inferior, até cerca de 670 km.

Segundo Pamela Burnley, professora de geomateriais da Universidade de Nevada, em Las Vegas, os minerais podem ter algo a ver com essa anomalia. De acordo com Burnley, minerais nem sempre se comportam exatamente como esperado e mesmo sob pressões gigantescas eles podem manter suas características.

No entanto, Burnley observou que o fato de poderem manter suas características iniciais não significa que as manterão e essa detecção pode revelar que os limites físicos no interior da Terra são muito mais confusos do pensamos.

"Esses terremotos são misteriosos há muito tempo. Nessa profundidade os poros nas rochas que retêm a água já foram fechados, então os fluidos não são mais o gatilho. Nessa profundidade toda a água já deveria ter sido expelida, por isso não deveríamos ter um comportamento sísmico desse tipo, disse Burnley.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.









Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2022

"Se Deus criou o mundo, onde estava Ele antes da criação ?" - Texto sagrado Jainista, Seculo IX -