Quinta-feira, 2 abr 2020 - 10h40
Por Rogério Leite

Dias de quarentena: Olhe para o céu e veja o encontro das Plêiades com Vênus

Se você está ficando entediado de ficar dentro de casa e tem a chance de olhar para o céu, não perca essa oportunidade. Neste sábado, o palco será o horizonte oeste, onde acontecerá um belo show de pontinhos luminosos. Olhe para o céu!

Carta celeste ajuda a encontrar as Plêiades em conjunção com Vênus, em 04 de abril de 2020 às 19 horas. Bons céus!
Carta celeste ajuda a encontrar as Plêiades em conjunção com Vênus, em 04 de abril de 2020 às 19 horas. Bons céus!

Ultimamente, Vênus está brilhando muito forte no horizonte oeste e pode ser visto facilmente após o pôr do Sol. Já demos essa dica antes.

Agora, o show venusiano será ainda mais interessante e devido à dinâmica do firmamento, o mais brilhante astro do céu vai parecer coladinho a um dos mais belos conjuntos estelares, o aglomerado das Plêiades, localizado na constelação de Touro.

As Plêiades, ou Messier 45, são também conhecidas como as "sete irmãs" e são facilmente visíveis a olho nu tanto no hemisfério sul como no hemisfério norte e consistem de diversas várias estrelas brilhantes e quentes, predominantemente azuis, formadas nos últimos 100 milhões de anos.

Para ver a conjunção entre Vênus e as Plêiades você precisa olhar para o quadrante oeste após o pôr do Sol. Vênus será facilmente observável, já que é muito brilhante. As plêiades, entretanto, têm brilho bem inferior ao de Venus, por isso é preciso esperar o céu escurecer um pouco mais para ver, mas talvez você precise de um binóculo simples.

Com um binóculos ou telescópio você será capaz de ver mais de 100 estrelas presentes no aglomerado.

As Plêiades estão entre os objetos do céu profundo conhecidos desde os tempos mais remotos, observados pelos Maoris, aborígenes australianos, Persas, Chineses e Maias, Astecas e os índios Sioux da América do Norte.

Ah sim, uma informação importante: como todas as coisas, as Plêiades também não vão durar para sempre. Pesquisadores estimam que daqui 250 milhões de anos o aglomerado será disperso pelas interações gravitacionais. Sendo assim, é melhor aproveitar essa chance agora mesmo.

Bons céus!

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.









Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2020

"Meu sonho é dever muito, não ter nada e, o resto deixar para os pobres" - François Rabelais -