Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Terça-feira, 2 jul 2019 - 09h54
Por Rogério Leite

Eclipse total do sol será transmitido ao vivo pelo Apolo11

No final da tarde desta terça-feira, o disco solar será totalmente encoberto pela Lua, fazendo o dia se tornar noite em diversas partes do planeta. No Brasil, o evento será observável apenas parcialmente em algumas localidades, mas você poderá assistir o fenômeno completo, ao vivo, aqui no Apolo11!

Um eclipse solar total acontece sempre que a Lua se posiciona exatamente entre o Sol e a Terra, bloqueando completamente o disco da estrela. Nestas condições o céu se torna completamente escuro e estrelas e planetas podem ser vistos durante o momento da totalidade.
Um eclipse solar total acontece sempre que a Lua se posiciona exatamente entre o Sol e a Terra, bloqueando completamente o disco da estrela. Nestas condições o céu se torna completamente escuro e estrelas e planetas podem ser vistos durante o momento da totalidade.

O eclipse solar desta terça-feira será do tipo total e poderá ser visto em sua plenitude no sul do Pacífico desde o leste da Nova Zelândia até a costa oeste da América do Sul na região de Coquimbo, no Chile e também na Argentina, antes de o Sol se pôr.

O eclipse tem início às 15h03 BRT, quando a borda do disco da Lua tocar visualmente a borda externa do Sol. A partir deste momento, o disco lunar penetrará cada vez mais no interior do disco solar.

O ápice do eclipse ocorrerá às 16h22m56s, quando o disco da lua encobrir totalmente o Sol. Esse obscurecimento, chamado totalidade, terá duração de 04m32s. O fim do eclipse ocorrerá ás 17h42 BRT, quando a borda oposta da Lua tocar o limite do disco solar.


Assista ao Vivo

A totalidade do eclipse será visível dentro de um corredor estreito de cerca de 200 km de largura, que dentro do continente cruza o Chile e Argentina.


Eclipse no Brasil
Aqui no Brasil o eclipse vai acontecer quando o Sol estiver se pondo, o que dificultará a observação. As melhores localidades para se observar o eclipse são aquelas situadas mais ao sul.

A totalidade do eclipse será visível apenas dentro de um corredor estreito de cerca de 200 km de largura, que dentro do continente cruza o Chile e Argentina.<BR>
A totalidade do eclipse será visível apenas dentro de um corredor estreito de cerca de 200 km de largura, que dentro do continente cruza o Chile e Argentina.

Em Porto Alegre, o eclipse começará às 16h48, com o Sol a apenas 8 graus acima do horizonte. Nesta capital, apenas 27% do disco solar ficará encoberto. O eclipse termina 43 minutos depois.Em São Paulo o evento terá início às 17h00, com o Sol a 6 graus acima do horizonte e máximo encobrimento de 57%. Na capital paulista o evento observável terá duração de apenas 29 minutos.


Como ocorre um eclipse total do Sol
Um eclipse solar total acontece sempre que a Lua se posiciona exatamente entre o Sol e a Terra, bloqueando completamente o disco da estrela. Nestas condições o céu se torna completamente escuro e estrelas e planetas podem ser vistos durante o momento da totalidade.

O eclipse total ocorre com a Lua no perigeu ou próximo dele, ou seja, quando está mais próxima da Terra. Quando está mais afastada seu tamanho aparente não encobre completamente o disco solar e um arco luminoso é observado ao redor da Lua. Nestas condições o eclipse passa a ser do tipo parcial.







Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"A guerra é mais difícil de começar do que de acabar." - Salústio - historiador - 86-35 a.C