Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Sexta-feira, 19 mai 2017 - 09h47
Por Rogério Leite

Há 37 anos, vulcão do Monte Santa Helena explodia nos EUA

É praticamente impossível falar de vulcões sem citar a erupção do Monte Santa Helena, nos EUA, em 18 de maio de 1980. O evento foi a mais destrutiva e catastrófica explosão vulcânica do país, desencadeada após um forte terremoto de 5.1 magnitudes.

Erupcao do Monte Santa Helena, em 18 de maio de 1980
Erupção do Monte Santa Helena, em 18 de maio de 1980.

Os efeitos da explosão do Santa Helena não têm paralelo na história dos EUA. A erupção matou 57 pessoas, destruiu 300 casas, 47 pontes, 30 km de estradas de ferro e 300 km de rodovias.

A erupção foi tão intensa que praticamente destampou o topo da montanha, reduzindo sua altura de 2950 metros para 2549 metros. No lugar do topo surgiu uma gigantesca cratera de 1650 metros de largura, na forma de uma ferradura.

Santa Helena é um vulcão ativo, situado no noroeste dos EUA, na região da Cordilheira das Cascatas, 154 km do sul da cidade de Seattle e 80 km a nordeste de Portland.

Cratera no topo do Monte Santa Helena
Após a explosão, que dizimou o topo da montanha, surgiu uma gigantesca cratera de 1650 metros de largura, na forma de ferradura.

A montanha é um estratovulcão em formato de cone, formado por rochas de lava intercaladas com cinzas, pedra-pomes e outros depósitos vulcânicos. Eventualmente, apresenta explosões de cinzas e fluxos piroclásticos.







Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Se tivéssemos de aturar dos outros tanto quanto nos permitimos a nós mesmos, a vida seria insuportável" - Georges Couteline