Quarta-feira, 3 abr 2019 - 09h51
Por Rogério Leite

Índia dispara foguete, destrói satélite e cria nuvem de detritos no espaço

Com uma operação altamente complexa, a Índia se tornou a quarta potencia espacial capaz de perseguir e destruir um satélite em pleno espaço. O destruição do artefato criou uma nuvem de lixo espacial que agora coloca em risco a operação da Estação Espacial Internacional.

Lixo Espacial

O evento ocorreu na sexta-feira, 27 de março, e foi comemorada com grande alarde pelo primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, que classificou o feito como a consagração da Índia como potência espacial.

Reação da Nasa
Nos EUA, a Nasa considerou a operação como "terrível", já que a quantidade de detritos produzida pode causar danos na estrutura da Estação Espacial Internacional, ISS.

Modelos matemáticos mostram que foram produzidos cerca de 2000 fragmentos, sendo que 400 peças já foram identificadas, 60 delas maiores que 10 centímetros.

Segundo Jim Bridenstine, diretor da Nasa, com a destruição do satélite indiano o risco de colisão de fragmentos com a ISS aumentou 44% em 10 dias.

Resposta da Índia
Segundo Satheesh Reddy, chefe da Organização para a Pesquisa e Desenvolvimento de Defesa da Índia, o teste ASAT foi conduzida em orbita baixa, a cerca de 300 quilômetros de altitude, justamente para evitar que os fragmentos atingissem a Estação Espacial, que orbita 100 km acima.


China Também
Em 2007, a China também fez seu teste de destruição de satélites, o que provocou reação semelhante dos EUA. Na ocasião, cerca de 2500 fragmentos foi gerado, muitos deles ainda em órbita.


Nossa Opinião
Naturalmente, a preocupação estadunidense não se resume a apenas à proliferação de lixo espacial. Trata-se também de uma questão de defesa da soberania, pois a crescente militarização do espaço permite aos países detentores de tecnologia eliminar satélites inimigos durante qualquer conflito. No caso da Índia, os testes devem aumentar a rivalidade com a China, que deve responder com armas espaciais cada vez mais eficazes.

Também deve-se levar em conta o risco espacial gerado pelos detritos gerados pela destruição de um satélite. Por viajarem em altíssima velocidade, esses fragmentos representam alto risco para as estruturas da Estação Espacial e também para satélites de comunicação e sensoriamento remoto.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"O homem tem de estabelecer um final para a guerra, senão a guerra irá estabelecer um final para a humanidade" - John Kennedy