Terça-feira, 28 ago 2012 - 09h24

Isaac se fortalece e deve atingir EUA como furacão Categoria 1

A tempestade tropical Isaac continua avançando em direção à costa norte do Golfo do México e de acordo com o Centro Nacional de Furacões dos EUA, NHC, deve tocar o continente na altura do estado americano da Louisiana, com ventos sustentados superiores a 120 km/h.

De acordo com boletim divulgado pelo NHC às 06h00 BRT, o centro da tempestade tropical Isaac se localiza sobre as coordenadas 27.5 N e 88.1 W, aproximadamente a 210 km do sul-sudeste do delta do rio Mississippi, no Estado da Louisiana, no norte do Golfo do México.

Imagens de satélites mostram que Isaac se move rapidamente em sentido noroeste, com velocidade estimada em 19 km/h. Modelos de previsão indicam que esse movimento deve continuar nas próximas 24 horas, mas com redução na velocidade de avanço. Mantida essa dinâmica o centro de Isaac deverá tocar a costa americana ainda esta noite.

Segundo o NHC, a tormenta entrará no continente em uma faixa compreendida entre o leste de Morgan City, na Louisiana até a divisa entre os estados da Flórida e Alabama. Essa previsão inclui a região metropolitana de New Orleans, devastada pelo furacão Katrina em 2005.

No momento, Isaac registra ventos sustentados próximos a 110 km/h, com rajadas que atingem 150 km/h. Está previsto um leve incremento na intensidade dos ventos e Isaac poderá se tornar um furacão de categoria 1 na escala Saffir-Simpson ainda esta noite. A possibilidade de que Isaac se transforme em furacão Categoria 2 é muito baixa, entre 4% e 10%.

A pressão barométrica medida por aviões caça-furação é de 997 hPa (Hectopascais) e deve cair ainda mais à medida que aumenta a intensidade da tormenta.


Katrina versus Isaac
Apesar de ser uma tempestade de forte intensidade, Isaac não deverá causar danos semelhantes àqueles provocados pelo furacão Katrina em 2005. Na ocasião, Katrina atingiu New Orleans como um furacão Categoria 5, com ventos sustentados superiores a 249 km/h e pegou a cidade completamente desprevenida e com diques velhos e desprotegidos, que não aguentaram a força dos ventos e tempestades.

Desde então as cidades localizadas no norte do Golfo do México receberam grande aporte financeiro, o que permitiu a reestruturação das áreas danificadas e também a construção de barreiras de proteção mais modernas e resistentes.

Diferente de Katrina, Isaac deverá tocar a costa como um furacão Categoria 1. Tempestades dessa categoria apresentam ventos sustentados entre 119 e 153 km/h, que geram ondas costeiras entre 1.3 e 1.5 metros. Não apresentam riscos reais para estruturas, mas podem causar danos em trailers soltos e também queda de pequenas árvores. Outdoors e placas de sinalização mal construídos podem ser arrancados com a força dos ventos, enquanto as pesadas chuvas podem criar alagamentos e alguns desmoronamentos.


Artes: No topo, imagem de satélite GOES-12 mostra a tempestade tropical Isaac no interior do Golfo do México, em 28 de agosto de 2012, às 08h15 UTC. Na sequência, datatrack mostra a previsão de deslocamento de Isaac e incremento na força dos ventos. Crédito: NOAA/GOES/NHC, Apolo11.com.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"A recordação da alegria não é mais alegria / enquanto a recordação da dor é dor ainda" - Byron