Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Sábado, 30 abr 2005 - 18h52
Por

Por motivos de segurança, NASA adia novamente o lançamento do ônibus espacial

O lançamento do ônibus espacial Discovery foi novamente adiado por questões de segurança. A Nasa quer evitar que se formem fragmentos de gelo em torno do tanque principal de combustível, cujo desprendimento durante o lançamento poderia danificar a camada de proteção térmica da nave, como ocorreu no caso do Columbia.

O novo diretor da Nasa, Michael Griffin, afirmou em uma entrevista coletiva que não haverá pressa. "Vamos fazer tudo direito e faremos o que for necessário para garantir isso", ressaltou.

O lançamento da Discovery, previsto inicialmente para 12 de maio e depois adiado para o fim desse mês, não aconteceria até pelo menos o dia 12 de julho, segundo o novo calendário da Nasa.

Os técnicos e diretores da Nasa estudam a possibilidade de que se possam formar placas de gelo no tanque de combustível uma vez que ele esteja cheio de combustível líquido extremamente frio.

Tanque
O subdiretor da Nasa para Operações Espaciais, William Readdy, explicou que serão realizados consertos e modificações no tanque e que se acrescentará um aquecedor para evitar a formação dessas placas.

Além disso, os responsáveis pela missão querem garantir o bom funcionamento de um novo sistema isolante para evitar a formação de gelo no encanamento que fornece oxigênio líquido.

As novas remodelações exigirão que a Nasa retire o Discovery da plataforma de lançamento e o leve ao Edifício de Montagem de Veículos (VAB), uma enorme construção que domina as instalações de Cabo Canaveral (Flórida).

Segurança
Griffin insistiu em dizer que quer realizar o lançamento "o mais rápido possível", já que o calendário "é importante", especialmente para continuar a construção da Estação Espacial Internacional (ISS), mas deixou claro que a segurança está em primeiro lugar.

A tragédia do Columbia, que se desintegrou em 1.º de fevereiro de 2003 e causou a morte de seus sete tripulantes, foi provocada por um fragmento de isolante do depósito principal de combustível que se desprendeu durante o lançamento e danificou a cobertura de proteção térmica da nave em sua asa esquerda.

Durante sua reentrada na atmosfera, o ar extremamente quente gerado pelo atrito penetrou na nave e causou a catástrofe, levando à suspensão dos vôos das naves espaciais.







Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Nada é pequeno demais para uma criatura tão pequena quanto o homem" - Samuel Johnson