Sexta-feira, 25 jul 2014 - 09h56
Por Rogério Leite

Russia retoma as comunicação com o satélite Foton-M4

Russia confirma comunicação com o satélite Foton-M4Atualização: 30 jul 2014

A agência espacial russa, Roscosmos, confirmou que as comunicações com o satélite Foton-M4 foram reestabelecidas e que todos os sistemas de bordo estão funcionando de acordo com o planejado.

lançamento do foguete Soyuz-2-1a levando satélite Foton-M4
Clique para ampliar

No entanto, até o presente momento (30 de julho) a orbita da nave ainda não foi corrigida e o artefato se mantém em orbita elíptica de 545 km x 249 km, ao invés de 550x550 como previsto antes da falha.

Essa anomalia pode ser um indício de que os controladores de voo não conseguiram ativar o foguete que elevaria a altura do Foton-M4, o que colocaria em dúvida a capacidade da nave em poder disparar os foguetes de orientação, manobra necessária para trazê-la de volta à Terra em segurança em 16 de setembro.



Perdido no espaço: reentrada de satélite russo é imprevisível
A agência espacial russa Roscosmos confirmou que o satélite robótico Foton-M4, de 6.8 toneladas, não alcançou a órbita planejada e também não está respondendo aos comandos de engenharia. Sem controle, não é possível prever o que acontecerá durante o retorno à Terra.

O Foton-M4 foi lançado ao espaço no dia 19 de julho através de um foguete do tipo Soyuz-2-1a, a partir do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. A nave tem massa total de 6840 quilos e sua missão é realizar diversos experimentos em microgravidade, entre eles pesquisas biológicas e estudos relacionados à produção de semicondutores.

Ao que tudo indica, os problemas com o Foton-M4 começaram algumas órbitas após o lançamento, quando o fabricante do equipamento, a TsSKB Progress, informou que o satélite não estava respondendo aos comandos enviados pelas estações terrestres, embora os sinais de telemetria estivessem sendo recebidos normalmente e informavam que tudo transcorria conforme o planejado.

Posteriormente, dados de radar do sistema de vigilância espacial dos EUA, USSTRATCOM, indicaram que as coisas não estavam indo tão bem como informado. Os elementos orbitais divulgados pelo órgão de defesa mostravam que o Foton-M4 apresentava uma órbita elíptica com perigeu de 252 km e apogeu de 550 km de altitude, diferente da orbita circular programada de 575 km.

O erro na altura e shape da orbita provavelmente foi causado por uma falha no acionamento do terceiro estágio do foguete Soyuz-2-1a, que deveria elevar o Foton-M4 até uma orbita estável, onde os experimentos seriam conduzidos de forma semi-automatica.


Reentrada Descontrolada?
A baixa altitude de perigeu e o fato das estações de controle não poderem enviar sinais de comando ao satélite poderão ter consequências imprevisíveis nos próximos dias.

Rastreio do satélite russo Foton-M4
Clique para ampliar

Em condições normais, o Foton-M4 deveria retornar à Terra no dia 16 de setembro, após dois meses no espaço. A nave conta com um escudo térmico e um sistema de paraquedas capazes de trazer a carga útil de volta em total segurança. O local do pouso seria a região de Orenburg, no sul da Rússia.

No entanto, com a impossibilidade de comunicação com a nave e a menos que os foguetes de correção possam ser disparados no momento certo, o Foton-M4 pode cair em qualquer local da Terra entre as latitudes 65 graus ao norte ou sul do equador.

Segundo a Roscosmos, a nave tem capacidades automáticas de orientação e controle de altitude, mas não sabe como esse sistema deve se comportar com o perigeu extremamente baixo. Além disso, uma reentrada controlada sem interferência de comandos terrestres é uma operação bastante delicada, que dependerá de uma série de fatores para os quais ainda não há respostas.

A análise dos parâmetros orbitais dos próximos dias, em especial a altitude do perigeu poderá revelar se os sistemas de bordo estão ou não atuando na elevação e correção da órbita e o que podemos esperar em relação à reentrada da nave, que pesa 6.5 toneladas e não será consumida na atmosfera.


Rastreie o Fotom-M4 no Satview


Artes: No topo, lançamento do satélite Foton-M4 em 19 de julho de 2014. Acima, tela de rastreio do Satview mostra a passagem do satélite acima do território brasileiro, na manhã de 25 de julho de 2014. Créditos: Roscosmos, Satview.org, Apolo11.com.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Dizer a verdade é tão difícil quanto ocultá-la" - Baltasar Gracin