ATENÇÃO
Ajude a manter GRÁTIS o conteúdo do Apolo11. Colabore conosco. Clique Aqui
Terça-feira, 15 jun 2021 - 10h25
Por Rogério Leite

Tecnologia Espacial: Finlândia lançará ao espaço primeiro satélite de madeira

Todos que lidam com tecnologia espacial sabem que os satélites precisam resistir às duras condições do espaço exterior. Assim, objetos como madeira ou plásticos nem são cogitados. No entanto, uma empresa finlandesa quer mudar isso e lançará até o final do ano o primeiro satélite de madeira da história.

Concepção artística mostra o satélite WoodSat em operação em orbita da Terra.
Concepção artística mostra o satélite WoodSat em operação em orbita da Terra.

Batizado de WISA Woodsat, o artefato é um pequeno cubo de 10 cm de lado e pesa cerca de 1 quilo (nanosat) e será lançado como parte de uma missão projetada pela Arctic Astronautics, uma empresa finlandesa que comercializa cubesats em forma de kits educacionais.


A estrutura do Woodsat é composta de um compensado de madeira revestido com uma espécie de película chamada WISA e neste primeiro teste deverá mostrar como esse material se comporta nas condições extremas de espaço.

Para avaliar a performance, o satélite é equipado com duas câmeras, uma delas acoplada a um bastão de metal para selfies, o que permitirá que a equipe de engenheiros da missão observe como a superfície de madeira compensada muda no ambiente espacial.

"O material base da madeira compensada é a bétula e estamos usando basicamente o mesmo que você encontraria em uma loja de ferragens ou para fazer móveis", disse o engenheiro-chefe da Woodsat, Samuli Nymanm, que também é cofundador da Arctic Astronautics. "A principal diferença é que o compensado comum é muito úmido para uso no espaço, então colocamos nossa madeira em uma câmara térmica de vácuo para secá-la. Em seguida, também realizamos a deposição da superfície, adicionando uma camada de óxido de alumínio muito fina".

Sobreviverá ao Espaço?

De acordo Nymanm, o óxido de alumínio é um composto químico normalmente usado para encapsular eletrônicos e sua deposição na superfície ajudará a evitar que a madeira libere qualquer gás no ambiente espacial. Além disso, protegerá a superfície do compensado contra a exposição ao oxigênio atômico corrosivo, que pode ser encontrado nas periferias da atmosfera terrestre. Este tipo de oxigênio é criado quando a forte radiação ultravioleta do sol quebra as moléculas normais de oxigênio e foi descoberto pela primeira vez depois de danificar os cobertores térmicos das primeiras missões dos ônibus espaciais.

De acordo com o pesquisador, o oxigênio atômico provavelmente escurecerá os painéis de madeira compensada, mas o satélite deve sobreviver em ambientes extremos. Além do revestimento, os engenheiros da Woodsat também testarão diversos tipos de vernizes e lacas em pequenas porções da madeira.


Junto às câmeras, o Woodsat também carregará um conjunto de sensores de pressão que irão monitorar a pressão nas cavidades a bordo, especialmente nos primeiros dias que estiver em órbita.


Radioamadores
O satélite é alimentado por nove pequenas células solares e também levará ao espaço um transmissor de UHF que permitirá aos entusiastas do radioamadorismo receber sinais de rádio das imagens ao redor do globo.

Esse tipo de satélite já voou anteriormente em um cubo de madeira a partir de um balão meteorológico, mas não ultrapassou a ultrapassou a linha Karman, a fronteira entre a atmosfera e o espaço. O Woodsat atual é uma nova geração da tecnologia e será lançado em uma orbita polar entre 500 e 600 quilômetros de altitude.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.









Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2021

O país real, esse é bom, revela os melhores instintos; mas o país oficial, esse é caricato e burlesco" - Machado de Assis -