Siga o Apolo11 no Facebook   Siga o Apolo11 no Twiiter
Ciência, Espaço e Tecnologia

Lunetas e Telescopios

Victor Hugo

14/12/2007
18h35
Voyager 2 e uma nova descoberta!
Categoria: Astronomia e Astrofísica

A espaçonave Voyager 2, da Nasa, descobriu que o Sistema Solar não é esférico, e tem na verdade um formato "amassado" devido ao efeito local do campo magnético do espaço interestelar profundo, anunciaram especialistas em ciência espacial.

Os dados foram recolhidos pela espaçonave em sua jornada de 30 anos aos confins do Sistema Solar, quando ela penetrou uma região conhecida como "choque de terminação", informaram os especialistas.

Os dados demonstram que o hemisfério sul da heliosfera do Sistema Solar está sendo pressionado, ou "amassado".

A Voyager 2 é a segunda espaçonave a penetrar essa região do Sistema Solar, depois da Voyager 1, que penetrou a região norte da heliosfera em dezembro de 2004.

O choque de terminação é uma área turbulenta além da órbita de Plutão, na qual os ventos solares emanados do sol são significativamente desacelerados quando se defrontam com o gás fino do espaço interestelar.

Nosso sol lança ventos solares em todas as direções, e no passado os cientistas acreditavam que essas emissões assumissem um formato de bolha em torno do sistema, formando a chamada heliosfera.

"A Voyager 2 entrou no choque terminal cerca de 1,6 bilhão de quilômetros mais perto do que a Voyager 1, no hemisfério sul da heliosfera do Sistema Solar", disse Edward Stone, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, cientista encarregado do projeto Voyager.


Victor Hugo

14/12/2007
18h36
Os dados da Voyager 2 são cientificamente interessantes por diversos motivos, segundo a Nasa. A espaçonave está equipada com um instrumento operacional de medição de plasma, capaz de aferir diretamente a velocidade, densidade e temperatura do vento solar. O instrumento semelhante que equipava a Voyager 1 deixou de funcionar muito tempo atrás.

Os cientistas do projeto Voyager esperavam que as temperaturas na área de choque terminal fossem da ordem de 555 mil graus, já que o material normalmente se desacelera e aquece quando encontra um obstáculo em uma onde de choque normal.

Mas de acordo com Stone as temperaturas registradas foram bem menores, da ordem de 111 mil graus.

Os cientistas acreditam que a Voyager 2 deva atingir o espaço interestelar dentro de sete a 10 anos, e estimam que sua energia baste para que continue a operar até 2020.

Fonte: Reuters


Moderador

14/12/2007
20h55

Caros amigos,

É sempre importante lembrar que matérias que são publicadas na Internet têm direitos autorais e só podem ser publicadas sob autorização da fonte.

Dessa forma, evitem "colar e copiar" matérias de outros sites ou agências de notícias.

Caso queiram publicar qualquer matéria encontrada em outros site é necessário que a mesma seja re-escrita pelo internauta e enviada através da seção "Redator Apolo11".

Por ouitro lado, parágrafos inteiros podem ser citados dentro do texto, desde que citada a fonte e quando se fizer necessário para a compreensão do Post.

Obrigado,

Moderador


Victor Hugo

14/12/2007
21h00
Sr. Moderador,

Eu tirei essa noticia da comunidade "Astronomia!" do orkut!

Se eles a postam, é porquê tem direito do autor, e se o autor colocou em algum site, foi para que alguém lesse, imprimisse ou fizesse copias para tabalhos e etc...

Desculpe-me por não ter editado nada, mais proxima vez, não errarei!

Até mais!

Importante: Todos os posts são de total responsabilidade dos seus autores e não refletem necessariamente a opinião do Apolo11.com. Informações sobre nossa Política de Privacidade podem ser encontradas no rodapé da página.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Liberdade, essa palavra que o sonho humano alimenta, que não há ninguém que explique e ningém que não entenda." - Cecília Meireles