Siga o Apolo11 no Facebook   Siga o Apolo11 no Twiiter
Ciência, Espaço e Tecnologia

Lunetas e Telescopios

Bitil

08/01/2009
18h16
Quero entender ainda mais.
Categoria: Satélites e Ciências Espacias

Quero um exemplo de coordenadas onde eu a olho nu conseguirei ver um satélite.

Como deverão ser os dados do: Range? El? Az? Ecl? Alti? Km/h? Sol? Só para que eu possa entender melhor e se estou no caminho certo. Obrigado. E o que mais, vocês quiserem acrescentar para sanar as minha duvidas.


cosmonauta

08/01/2009
20h49
Olá Bitil.

A olho nu fica difícil, ver o satélite, mas conseguimos ver seu brilho ao amanhecer e entardecer, 2 horas antes ou depois de ser dia claro.

Isto porque seu brilho, que vemos é o reflexo do Sol em suas antenas ou placas solares.

Entre aqui mesmo no Gráfico de Rastreamento, na página inicial e escolha um satélite, preferencialmente a ISS Estação Espacial Internacional, e veja o dia em que ela passará em sua região. Tem outros também.

Mas à noite, em qualquer local pouco ilumninado, podemos observar a passagem de diversos satélites nesse horário.

Mas tente acompanhar e ver aqui mesmo o Flare dos satélites Iridium, com um pouco de tempo e paciencia para entender a localização, no momento exato, (segundos) temos um brilho fantástico.

Um abraço.


CHM

08/01/2009
22h03
No começo parece ser um bicho de 7 cabeças mas na verdade é bem simples. pra começar é importante que voce conheça bem azimute ( o az do qual voce se referiu) e elevação (el). aqui no proprio apollo 11 voce tem as informaçoes

https://apolo11.com/az_el.php

eu tambem tinha dúvidas sobre isso mas o pessoal aqui do forum deu uma força e hoje consigo fazer as observaçoes tranquilamente. espero ter te ajudado um pouquinho.

um abraço e boa sorte nas observações ,)


Bitil

09/01/2009
01h17
Muito obrigado Cosmonauta e CHM por estas informações. Quando eu disse ver a olho nu, eu me esqueci de mencionar o brilho (reflexo do sol no satélite), e não o próprio aparelho. Eu quis fazer esta pergunta por que no dia 20 de novembro de 2008 aqui em Belo Horizonte após uma chuva muito forte, o céu ficou sem nenhuma nuvem durante a madrugada e vários bairros da cidade ficaram sem energia elétrica. Por estes dois motivos, foi possível observar pequenos pontos no céu semelhantes a pequenas estrelas, porém em movimento e em alta velocidade. E como ficamos acordados aquela noite, por ser a última noite dos leonideos, constatamos que realmente ao amanhecer, estes pontos aumentavam o seu brilho, o que nos deixou muito empolgados porque já estávamos familiarizados com o site Apolo 11. Na madrugada de terça-feira (06/01/09), olhando o mapa de rastreamento de satélite, no gráfico em forma de alvo, a linha pontilhada mostrava que o satélite ISIS 1, estaria passando bem ao centro do alvo (direção sul/norte), e nada foi visto. Fiquem em duvida: No centro do alvo, com inclinação de graus marcando 88º, posso dizer que o satélite estaria passando bem provavelmente quase no meio do céu, certo? Porque nada foi visto uma vez em que eu estava em uma região onde a influência de luz elétrica era quase nula?

cosmonauta

09/01/2009
16h08
Olá Bitil.

Acompanho o movimento de satélites no céu a muito tempo e já cheguei a ver até 20 deles, numa mesma noite.

Alguns são vistos por pequenos períodos, uns rápidos, outros em maior velocidade.

Isso com luz mínima e com olho de lince, scaneando o espaço.

O teu caso, com o satélite ISIS 1, pode ter várias respostas por ele não ter sido visto.

A altura desse satélite é uma delas, ele circula entre 576km de perigeu e 3.455 km de apogeu.

Na sua maior altitude, sua observação seria mais dificil. E também verifique em Rastreio se nesse horário ele será VISUAL (faixa amarela) ou apenas RADIO.

As vezes também o ângulo formado entre a posição do satélite com o Sol e a Terra, seu reflexo seja mais visivel em outro local.

Também não tenho visto alguns Flares do Iridium, isso quando a previsão está em torno de -2 de Magnitude.

A melhor visão acontece quando está em -8.

Ontem mesmo assisti a passagem do Atlas Centauro, embora com a Lua bem brilhante, mesmo assim foi fácil localizá-lo.

Vá se familiarizando com as previsôes das passagens, desses objetos é um passatempo fantástico.

Um abraço


CHM

09/01/2009
21h58
é importante voce cuidar na tabela de previsao se o satélite que voce pretende observar será visivel ou apenas sinais de radio ( como o nosso colega cosmonauta citou acima). se a linha esta em amarelo marcando visual voce tera grandes chances de observar. outro ponto que acho fundamental é a magnitude, na minha cidade por exemplo ver o hubble com magnitude 2 foi bem complicado os melhores na minha regiao são sempre os negativos (-0,8 por exemplo) pois as luzes da cidade interferem bastante nas observações.

Um abraço


Bitil

12/01/2009
13h39
Beleza amigos Cosmonauta e CHM.

Muito obrigado mesmo Cosmonauta e CHM por estas dicas que ajudaram a melhorar ainda as minhas observações. Eu não havia prestado à atenção no tópico contato. Visual ou sinal de rádio, tópicos que estavam na minha frente o tempo todo e eu não percebi. Valeu!


cosmonauta

12/01/2009
16h34
Bitil e demais amigos.

Tambem fiquei decepcionado ao perder uma noite de sono e pela madrugada, resolvi assistir a passagem de um satélite e então consultei a Tabela " satélites visiveis" em Categorias.

Foi então que analisando as órbitas de diversos, o que melhor seria visivel, era o OPS 8180(RADCAT) polar, com VISUAL e sentido N/S.

E nada de ver. Aconteceu comigo, gente.

Mas é assim mesmo, a passagem da ISS, do Hubble e do Atlas Centauro R/B, de maior brilho, compensa.

Um abraço amigos.


PRFurlan

23/01/2009
20h11
Possuo um rádio receptor (Radio Schack Pro-79), que capta a conversa do piloto de um avião com a torre de controle. É possível captar também o sinal de um satélite, no caso a ISS, Huble, Atlas Centauro, etc? Se for possível, gostaria de algumas dicas.

Bitil

24/01/2009
10h40
Como vai sábio cosmonauta? Espero que você esteja ótimo.

Agora, responda-me amigo:

Sabemos que quanto menor é a classificação em números de um astro, maior é o seu brilho. (exemplo: Uma estrela com magnetude 2, tem um brilho menor que uma estrela com magnetude -2). Qual é o alcance da visão humana? No caso de uma pessoa sem problema de visão? Um grande abraço!


Bitil

25/01/2009
01h38
Caro cosmonauta.

Acabei recebendo esta informação de um amigo.

Exemplos:

Magnitude do Sol: -27

Magnitude da Lua cheia: -13

Magnitude de Vênus: -5

Magnitude de Júpiter: -3

Magnitude de Acrux: 1,3 (A estrela mais brilhante do cruzeiro do sul)

Magnitude de Epsilon: 3,6 (A estrela de menor brilho do cruzeiro do sul)

Magnetude 6,0 ou 7,0 É o limite de alcance da visão humana sem instrumentos.

O que significa que veremos pouca coisa do cometa C/2007 N3 Lulin que atingira magnetude 4,0.

Mesmo assim deixo o meu agradecimento.

Importante: Todos os posts são de total responsabilidade dos seus autores e não refletem necessariamente a opinião do Apolo11.com. Informações sobre nossa Política de Privacidade podem ser encontradas no rodapé da página.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Se os outros desistem da aposta todas as vezes que em que você tem uma boa mão, é porque está escondendo o jogo" - Curtis Jonhson