Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Exploração Espacial
Quarta-feira, 1 ago 2007 - 11h07

Marte: temperatura cai a níveis críticos e põe em risco os jipes-robôs

Engenheiros da Nasa, ligados ao projeto dos jipes-robôs Spirit e Opportunity, comunicaram ontem que as preocupações aumentaram significativamente depois que um dos robôs entrou em contato com o Laboratório de Propulsão a Jato, JPL, e reportou que a temperatura interna dos circuitos atingiu níveis críticos.

De acordo com o comunicado, o intenso frio da madrugada aliado às severas tempestades de poeira que castigam o planeta Marte há mais de quatro semanas, estão impedindo que o sistema elétrico de aquecimento mantenha a temperatura em níveis adequados. Segundo os engenheiros, os painéis solares já não conseguem converter a quantidade necessária de energia. Os dados de telemetria confirmaram que a temperatura a bordo do Opportunity está abaixo de 37 graus Celsius negativos, considerado crítico.

A tempestade de areia atinge 95% do planeta e ninguém sabe ao certo quando irá terminar. Uma tempestade similar, ocorrida em 2001, antes da chegada dos jipes ao planeta, persistiu por mais de três meses. "Vamos fazer tudo o que pudermos para ajudar os jipes a enfrentar essa batalha", disse o engenheiro e diretor do projeto, John Callas, ligado ao JPL.

Os dados enviados pelo Opportunity no dia 30 indicam o nível de opacidade solar sobre a região de Meridiani Planum, onde o Jipe está estacionado, permanece praticamente o mesmo que aquele verificado há 15 dias (meio de julho de 2007), quando a tempestade atingiu seu ápice. Para piorar, a poeira está acumulada sobre os painéis solares, diminuindo ainda mais a capacidade de geração elétrica.

Desde o dia 18 de julho os jipes-robôs estão operando em regime de muito baixo consumo.Apesar de reduzir o gasto de energia, essa operação tem um efeito colateral, já que o calor gerado pelo funcionamento dos componentes também diminui, contribuindo ainda mais para o colapso térmico.

A temperatura informada pelo Opportunity, de 37 graus Celsius negativos é apenas 2 graus acima do chamado ponto de sobrevivência. Se a temperatura atingir esse ponto, o computador interno do jipe acionará o sistema de aquecimento de emergência. O calor produzido elevará a temperatura interna, mas consumirá muita energia, o que poderá esgotar totalmente as baterias, já com a carga seriamente comprometida. Para prevenir que o sistema entre em operação, os engenheiros alteraram o regime de funcionamento dos circuitos, mantendo-os em operação por mais tempo. O problema é que isso também consome energia.

Como vemos, o Opportunity corre risco real de sofrer um blecaute elétrico. Se isso ocorrer, um controlador interno de consumo ultra-reduzido desligará as baterias, mantendo-as off-line e colocará o jipe-robô em estado de hibernação. Esse mesmo controlador checará diariamente as condições de visibilidade, calculando se existe luz solar suficiente para acordar o jipe e efetuar rotinas mínimas de comunicação.Se não houver condições, o controlador manterá o jipe hibernando.

Do outro lado do planeta, o robô-gêmeo Spirit também está passando por sérias dificuldades. Estacionado próximo à cratera Gusev, seus painéis também acumularam poeira e não conseguem gerar a quantidade de energia que gasta diariamente. Se as condições permanecerem ruins, deverá experimentar os mesmos problemas que seu irmão Opportunity.

No gráfico, vemos um mapa da opacidade em Marte, causado pela tempestade de poeira que castiga o planeta desde junho de 2007. As áreas azuis mostram menos opacidade, ao contrário das áreas vermelhas, que mostram maior quantidade de poeira em suspensão. Pelo gráfico é possível constatar que o planeta está praticamente coberto pela poeira. Os dados foram coletados pelo instrumento THEMIS, que mapeia o planeta no espectro infravermelho, a bordo da. O equipamento está a bordo da sonda Mars Odyssey, em órbita ao redor do planeta.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Um tolo com instrução é um tolo maior que um com falta dela." - Benjamim Franklin