Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Exploração Espacial
Domingo, 11 mar 2007 - 19h59

A caminho de Plutão sonda fotografa vulcão em erupção em lua de Júpiter

Andy Cheng já viu de tudo. O cientista, do Labroratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, nos EUA, já trabalhou nas missões Galileo e Cassini com destino a Júpiter, na missão NEAR ao asteróide 433 Eros e em diversas outras durante sua longa carreira de várias décadas. Fotos e estudos de outros mundos lhe são muito conhecido e familiares.

Mas quando os olhos de Cheng se depararam com esta foto, feita pela sonda New Horizons no dia 28 de fevereiro de 2007, mostrando o vulcão Tvashtar em erupção na superfície de IO, uma das luas de Júpiter, não pode conter a emoção e exclamou: Oh, meu deus, não acredito nisso!

"A imagem captada pelo instrumento Lorri, mostrando a pluma sendo expelida pelo vulcão é a melhor e a mais detalhada imagem já feita por qualquer um de nós. Nenhum especialista em Júpiter jamais viu uma foto tão maravilhosa", disse o cientista.

A cena foi registrada às 08h04 (Hora de Brasília) pelo telescópio Lorri, a bordo da sonda, 5 horas depois que a New Horizons atingiu sua maior aproximação de Júpiter. No momento da imagem a distância entre a sonda e Io era de apenas 2.5 milhões de quilômetros, centrada sobre a longitude de 85 graus a Oeste. Nesta distância, cada pixel da imagem original do telescópio equivale a 12 km da superfície de Io.

"LORRI (sigla para Imageador para Reconhecimento de Longo Alcançe) é um telescópio de 8 polegadas a bordo da sonda New Horizons, que viaja com destino a Plutão. O telescópio foi projetado para fazer imagens de alta resolução do planeta-anão e suas luas, assim que atingir suas proximidades em 2015", explicou Cheng, cientista responsável pelos dados do telescópio.

A imagem captada fornece uma excelente visão da enorme pluma de 290 quilômetros de altura, expelida pelo vulcão Tvashtar em direção ao polo Norte de Io. A pluma foi vista pela primera vez pelo telescópio espacial Hubble duas semanas antes e em seguida pela New Horizons no dia 26 de fevereiro. No entanto, a imagem de 28 de fevererio é ainda mais detalhada, já que Io estava mais perto da sonda. Na imagem, o lado claro recebe diretamente a luz solar. A face escurecida mostra a noite em Io, palidamente iluminada pelo reflexo de Júpiter.

A foto também mostra uma erupção de 60 quilômetros de altura produzida pelo vulcão Prometeus, na direção 9 horas, à esquerda da foto, além do vulcão, Masabi, visto como uma mancha branca irregular no lado escuro de Io, na parte inferior da foto. Diversas montanhas, do tamanho do Everest, também são destaque ao longo do terminador, a linha que divide o dia da noite.

"As futuras imagens que o telescópio Lorri fará da superfície de Plutão e da lua Caronte revelarão mais detalhes ainda. A New Horizons se aproximará muito mais desses objetos do que se aproximou de Io", revelou Cheng. "Naturalmente ninguém sabe ao certo o será visto, já que Plutão e suas luas nunca foram visitados por nenhuma sonda. Por isso estamos inda até lá", explicou.

Na última semana a sonda New Horizons atingiu o domínio gravitacional de Júpiter com o objetivo de ganhar maior velocidade em sua jornada até Plutão.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"O diabo é um otimista se pensa que pode fazer as pessoas piores do que são. " - Karl Kraus