Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Astronomia
Quarta-feira, 23 jan 2019 - 08h37

Conjunção planetária é o destaque no céu matutino

Se você costuma acordar cedo já deve ter percebido os dois pontos luminosos bem brilhantes existentes no céu. Se ainda não viu, olhe para cima antes do nascer do Sol. Não perca essa oportunidade!

Conjuncao Venus Jupiter em 23 de janeiro de 2019
Conjuncão Vênus Jupiter em 23 de janeiro de 2019 vista do bairro de Vila Mariana, São Paulo.

Os dois pontinhos brilhantes, que lembram estrelas, são na verdade dois planetas que estão atualmente em conjunção. Trata-se de Vênus e Júpiter, que visualmente estão bem colados um no outro.

Vale notar que, embora os objetos esteja visualmente muito próximos, isso é apenas uma questão de perspectiva. Na realidade é apenas uma questão de perspectiva quando vista por um observador aqui na Terra.

O mais brilhante dos dois astros é Vênus, que atualmente está brilhando na magnitude -4.3, a 120 milhões de quilômetros da Terra.

O segundo planeta, menos brilhante, é o gigante gasoso Júpiter, brilhando a -1.84 e situado neste momento a 893 milhões de quilômetros do nosso planeta.

A conjunção entre os dois objetos começa a se desfazer nos próximos dias, com os planetas se distanciando lentamente entre si.

Para ver a conjunção basta olhar para o horizonte leste a partir das 04h00, quando os astros nascem e podem ser vistos nesta configuração até cerca de 30 minutos após o Sol nascer. O horário mais legal pra ver o evento é por volta das 06h00 da manhã, quando os primeiros raios de Sol começam a clarear o céu, mas os planetas ainda estão bem brilhantes.

Bons céus!







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Servidores públicos são como livros numa estante: Quanto mais altos nas prateleiras, menos servem" - Paul Masson