Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Astronomia
Sexta-feira, 28 out 2016 - 18h32

Mega impacto de asteroide criou um dos maiores mares da Lua

Com base em dados coletados por satélites que orbitaram a Lua em 2012, cientistas estadunidenses conseguiram entender como se formou um dos maiores mares da Lua e seu gigantesco conjunto de anéis concêntricos.

Mare Orientale
Imagem do Mar Oriental (também chamado de Cratera oriental). A feição é composta por três anéis concêntricos e tem 930 km de diâmetro. Crédito: Ernest Wright, NASA/GSFC Scientific Visualization Studio.

De acordo com o estudo publicado na revista Science, Mar Oriental foi criada há 3.8 bilhões de anos, após um asteroide de 64 km de diâmetro atingir a superfície da Lua a 15 km por segundo.

Mar Oriental é uma das maiores feições do nosso satélite natural. Tem entre 320 e 460 quilômetros de diâmetro, com três anéis concêntricos que formam uma estrutura com mais de 900 km de diâmetro.

A descoberta foi divulgada em dois artigos escritos no Instituto Tecnológico de Massachusetts, MIT e Universidade Brown, ambas nos EUA e foi possível graças aos dados colhidos em 2012 pelos satélites da missão Grail, que mapeou o campo gravitacional da Lua.

De acordo com o estudo do geólogo Brandon Johnson, da Universidade Brown, os anéis que circulam Mar Oriental não foram criados pelo impacto do asteroide. Segundo o pesquisador, os anéis foram provavelmente formados ao longo do tempo, após o colapso das fraturas da rocha e pelas variações de temperatura.

Mar Oriental é muito difícil de ver a partir da Terra, uma vez que se localiza ligeiramente além das bordas da face visível da Lua. Tudo que podemos ver daqui é uma parte das montanhas Monte Rook e Montes Cordillera, que formam uma parte do anel externo. A libração da Lua permite que em algumas ocasiões uma parte mais interior possa ser vista.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"As leis não são feitas para o homem bom" - Sócrates