Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Astronomia
Sexta-feira, 31 ago 2018 - 10h33

Olhe para o céu: Vênus e Spica estão em conjunção celeste!

Muita gente já reparou nos dois pontos muito brilhantes no céu noturno. Trata-se da conjunção entre o planeta Vênus e Spica, a estrela mais brilhante da constelação de Virgem.

Conjuncao Venus e Spica registrada em Vila Mariana, Sao Paulo
Conjunção Vênus e Spica registrada em Vila Mariana, São Paulo

Embora estejam visualmente muito próximos, essa é apenas uma impressão visual. Vênus está a 84.5 milhões de quilômetros da Terra, enquanto Spica está a 260 anos-luz de distância, ou 2.45 quatrilhões de quilômetros, lembrando que 1 ano-luz é a distância percorrida pela luz em 1 ano.

Spica é a décima quinta estrela mais brilhante do céu noturno e a mais brilhante da constelação de Virgem. Embora aparente ser um ponto bem definido no céu, trata-se de um sistema binário em que duas estrelas rotacionam entre si. Devido à distância angular ser muito pequena, não é possível ver as duas estrelas separadamente, embora a maior delas seja dez vezes maior que o Sol!

Vênus, por sua vez, também parece um ponto bem definido e muito brilhante, mas assim como a Lua, apresenta fases. Atualmente, seu disco está 40% iluminado, uma espécie de quarto crescente, praticamente impossível de ser distinguido a olho nu. Entretanto, com um bom binóculo é possível perceber claramente sua aparência.


É isso aí. Agora que você já sabe o que são os dois pontos brilhantes no céu noturno, chame a família, os amigos e o cachorro e mostre a eles a beleza do céu noturno. Lembre todos eles que ainda existe vida além do WhatsApp!

Bons céus!







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A avareza e a cobiça do poder não são paixões - são medo." - Carl Ehrensvard