Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Exploração Espacial
Segunda-feira, 8 abr 2019 - 10h05

Robô Curiosity flagra dois eclipses solares no Planeta Vermelho

Como se sabe, observar um eclipse solar aqui da Terra não é uma coisa tão trivial. Imagine então registrar dois deles lá em Marte. Foi isso o que aconteceu com o jipe Curiosity, que em menos de duas semanas registrou a passagem das luas Phobos e Deimos na frente do disco solar.

Eclipse solar em Marte. Lua Phobos cruza o disco solar e é registrado pelo jipe Curiosity, em 26 de março de 2019.


Do ponto de vista do Curiosity, a passagem de Phobos na frente do disco solar ocorreu no dia 26 de março de 2019 , enquanto a passagem de Deimos ocorreu nove dias antes, em 17 de março.

Por se tratar de um fenômeno localizado, se o jipe Curiosity estivesse em outra localidade a geometria da passagem poderia ser diferente ou não ter sido observada.

As cenas foram obtidas pelo instrumento Mastcam, uma câmera operada pela Universidade do Texas e posicionada na ponta do mastro principal do Curiosity.

Eclipse solar em Marte. Lua Deimos passa na frente Sol é flagrada pelo robô Curiosity, em 17 de março de 2019.


Sem Ocultação
Diferentemente do que acontece aqui na Terra, quando nossa Lua chega a encobrir totalmente o Sol, lá em marte isso não acontece, já que Phobos e Deimos não têm diâmetros suficientes para produzir o efeito de ocultação do disco.

Phobos é uma Lua bastante irregular, com cerca de 11.5 km de diâmetro, enquanto Deimos é uma pequena rocha de 2.3 km de diâmetro. Com essas dimensões reduzidas, a passagem dos astros na frente do Sol é um fenômeno bastante interessante, lembrando mais um trânsito celeste a um eclipse propriamente dito.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Aquele que ama a si próprio não tem rivais" - Cíçero