Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Fenômenos Naturais - Furacões
Domingo, 10 set 2006 - 06h38

Florence ganha força de furacão e deve atingir as Bermudas

A tempestade tropical Florence, em atividade em alto-mar, finalmente ganhou força de furacão sobre as águas mais quentes do Atlântico norte. De acordo com modelos núméricos de previsão gerados em supercomputadores, Florence deve atingir o arquipélogo das Bermudas nas próximas 24 horas.

Preocupado com a iminente chegada de Florence, o governo britânico já prepara um plano para proteger os 65 mil habitantes da região. Parte do exército voluntário já foi mobilizado.

Derrick Burgess, ministro da segurança pública, pediu aos habitantes que permaneçam em suas casas e estoquem alimentos.

Bermudas são uma pequena cadeia de ilhas britânicas a 1000 quilômetros da costa leste dos Estados Unidos e sua principal ilha é a Grande Bermuda.

Em seu boletim número 27, emitido às 06h30, o Centro Nacional de Furacões, em Miami, dava conta que o centro de Florence se localizava sobre as coordenadas 27.1 N e 65.2 W, aproximadmente a 580 km ao sul do arquipélogo.

Florence se move em sentido norte-noroeste a 20 km/h e deve manter esse movimento até a noite de hoje, quando um ligeiro giro em sentido norte é esperado.

Informes de um avião caça-furacões, que investigou a tempestade durante a madrugada, indicam que os ventos sustentados de Florence já atingem 130 km/h com violentas rajadas. Isso faz de Florence um furacão categoria 1 na escala Saffir-Simpson, que vai até 5. Um adicional incremento nesta velocidade está previsto para as próximas horas.

Florence é um grande ciclone tropical. Ventos com força de furacão são sentidos a 75 km desde seu olho, enquanto ventos com intensidade de tempestade tropical se extendem a mais de 415 km de distância

Dados coletados pelo avião caça-furacão indicam que a pressão barométrica no olho de Florence é de 976 hectopascais (hPa)

Saiba tudo sobre os furacões e sobre a temporada de 2006. Imagens de satélite atualizadas. Clique aqui!







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"O acaso não existe; o que chamamos de acaso é o efeito de uma causa que não conhecemos" - Voltaire