Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Furacões
Domingo, 22 jun 2008 - 20h06

Filipinas: Tufão Fengshen deixa mais de 800 desaparecidos

A passagem do tufão Fengshen pelo mar das Filipinas entre a última sexta-feira e este domingo, deixou até o momento um saldo de 155 mortos no centro e sul da Filipinas, segundo informações da Cruz Vermelha e do Conselho Nacional para a Coordenação de Desastres.

A tragédia pode ter sido maior no mar. A forte tempestade provocou o naufrágio da embarcação "MV Princess of Stars" e pelo menos 845 pessoas estavam à bordo. As buscas no mar foram suspensas ao anoitecer e as patrulhas deverão retomar os trabalhos nesta segunda-feira, se as condições do tempo permitirem.

Pelo menos quatro pessoas conseguiram alcançar a costa na região da aldeia de Mabini, em Sibuyan, a cerca de 300 quilômetros de Manila, capital das Filipinas.

"Muitos se atiraram ao mar. As ondas eram muito grandes e chovia forte", declarou um dos sobreviventes à rádio de Romblon.

A Guarda Costeira perdeu o contato por rádio com a embarcação por volta da meia-noite do sábado. O navio saiu do porto de Manila na manhã de sexta-feira com destino à ilha de Cebu, cerca de 600 quilômetros ao sul.

Caso sejam confirmadas as mortes dos desaparecidos no naufrágio, este será o maior desastre marítimo ocorrido no país desde dezembro de 1987.

As províncias mais afetadas pelo tufão Fengshen foram as de Iloilo, na ilha de Panay, a 500 quilômetros ao sul da capital Manila e as de Maguindanao e Cotabato, na ilha de Mindanao, a cerca de 800 quilômetros também da capital.

"Iloilo parece um oceano. Este é o pior desastre de nossa história", declarou o governador Neil Tupaz à rádio local. Na região de Bicol, sudeste da ilha de Luzon, cerca de 200 mil pessoas precisaram abandonar suas casas.

Os ventos do tufão Fengshen chegaram a 195 km/h, classificando a tempestade na categoria 3, na escala Sáffir-Simpson, que vai até 5.

Foto captada no dia 19 de junho mostra Fengshen na categoria de tempestade tropical, a leste das Filipinas. No momento da imagem, feita pelo satélite MTsat, a tormenta sustentava ventos de 81 quilômetros por hora. Crédito: NOAA.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Dignidade não consiste em possuir honrarias, mas em merecê-las" - Aristóteles