Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Furacões
Segunda-feira, 14 jan 2008 - 09h35

INPE prevê maior incidência de raios em 2008

O Inpe, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, alerta para maior incidência de raios em 2008. O número poderá ser o dobro do ano passado na Região Sudeste, neste verão. No ano passado, só o Estado de São Paulo registrou 2 milhões de descargas elétricas.

O Instituto mapeou os relâmpagos entre 2005 e 2006, a temperatura da primavera em anos anteriores, a influência do fenômeno La Niña e a previsão climática para o verão 2007/2008. Esse conjunto de fatores levou os pesquisadores a concluir que até março, os quatro estados do Sudeste poderão ter maior incidência de raios.

Segundo dados do Inpe, a incidência anual de raios no Brasil é de 50 milhões, um dos números mais elevados do planeta. A situação é pior nos grandes centros urbanos, pois o desmatamento, a impermeabilização do solo, a larga utilização do cimento nas construções e a poluição colaboram para a elevação da temperatura e consequentemente a formação de temporais. São os locais onde os raios mais caem, explica o pesquisador do Inpe, Kleber Naccarato.

No ano passado, 46 pessoas foram vítimas de descargas elétricas no Brasil, número 37% inferior a 2006. Mas, em 2008, Kleber Naccarato estima que o número de vítimas passe dos cem.

O Instituto divulgou ainda o ranking das cidades paulistas com maior número de raios. São Caetano do Sul, está em primeiro lugar e lidera também a lista nacional. Entre as primeiras estão Louveira, Valinhos, Americana e Campinas.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Dignidade não consiste em possuir honrarias, mas em merecê-las" - Aristóteles