Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Fenômenos Naturais - Furacões
Terça-feira, 20 set 2005 - 06h58

Avanço de Rita preocupa e suspende retorno de moradores a New Orleans

Devido ao avanço da tempestade tropical Rita em direção ao golfo do México, o prefeito de New Orleans, Ray Nagin (foto), ordenou a suspensão do retorno dos residentes à cidade. De acordo com o Centro Nacional de Furacões, dos EUA, Rita tem chances de atingir novamente a região norte do golfo do México, onde há três semanas o violento furacão Katrina praticamente devastou a cidade de New Orleans.

Segundo dados do NHC, dentro do golfo do México Rita deve ganhar força e oscilar entre as categorias 3 e 4 da escala Saffir-Simpson, que vai até 5.

O último modelo de previsão numérica divulgado pelo instituto mostra que Rita deverá tocar aquela região do golfo próximo a cidade de Galveston, no Texas, mas devido à errática natureza dos movimentos dos furacões, os cientistas preferem assumir um "cone de probabilidade", que mostra o potencial caminho da tormenta. De acordo com este cone, Rita pode tocar o continente entre o norte do México e o sudeste da Louisiana.

Enquanto a tempestade tropical Rita não entra nas águas quentes do golfo do México, moradores do sul da flórida já se preparam para receber Rita. Em Key West cerca de 10 mil moradores já deixaram a cidade, enquanto outros 13 mil resolveram permanecer e enfrentar tempestade (foto), ignorando a ordem do prefeio local Jim Weekley.


Boletim
Em seu boletim público número 10, divulgado às 06h00 (Hora de Brasília) o Centro Nacional de Furacões dos EUA, NHC, dava conta de que o centro da tempestade tropical Rita localizava-se sobre as coordenadas23.7 N e 79.5 W, ou aproximadamente a 255 km a este-sudeste de Key West, na Flórida.

Rita move-se em sentido oeste-noroeste a 24 km/h, movimento que deve continuar nas próximas 24 horas. De acordo com este movimento, o centro de Rita deve passar próximo ao extremo sul da Flórida por volta do meio-dia de hoje.

Os ventos sustentados da tempestade estão próximos a 110 km/h com violentas rajadas. Segundo o NHC Rita deve se transformar em furacão ainda hoje.

Um avião de reconhecimento da força-aérea reportou em 988 hPa (hectoPascal) a pressão atmosférica no olho da tempestade.

Veja abaixo como se forma um furacão

Satélite ao vivo
Acompanhe as imagens atualizadas da região do golfo do México vistas através do satélite geoestacionário GOES-12.
Clique aqui !







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"O diabo é um otimista se pensa que pode fazer as pessoas piores do que são. " - Karl Kraus