Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Fenômenos Naturais - Furacões
Sábado, 19 nov 2005 - 08h04

Tempestade tropical Gamma se intensifica e já preocupa autoridades caribenhas

Nas últimas 24 horas, a depressão tropical 27 se re-organizou e ganhou força sobre as águas quentes do mar do Caribe tornando-se agora tempestade tropical.

Batizada de Gamma, a tempestade já preocupa diversos países banhados pelo mar do Caribe. Em Belize as autoridades emitiram avisos de tempestade para toda a costa. O governo Honduras já alerta a população para riscos de inundação e desmoronamentos.

No México, avisos de tempestade também estão em efeito no leste da Península de Yucatán e vão desde a fronteira com Belize até Punta Gruesa.

Modelos numéricos de previsão(abaixo)mostram que Gamma deve margear a costa leste da Península de Yucatán e atingir o extremo oeste de Cuba na segunda-feira, seguindo então em direção à península da Flórida, nos EUA.


Boletim
Em seu boletim público 14, emitido às 07h00 (Hora de Brasília), o Centro Nacional de Furacões dos EUA, NHC, informou que o centro da tempestade tropical Gamma se localizava sobre as coordenadas geográficas 16.9 N e 86.2 W, ou aproximadamente a 225 km a este-sudeste de Belize City e ao redor de 390 km a sul-sudeste de Tulum, México.

Gamma move-se em sentido noroeste a 9 km/h e um giro gradual em sentido norte-noroeste é esperado para as próximas 24 horas. Movimentos erráticos podem ocorrer devido às fracas correntes de arrastos verificadas na região.

Os ventos máximos, sustentados por 1 minuto, atingem a marca de 75 km/h com rajadas chagando a 102 km/h. De acordo com o NHC, um aumento nesta intensidade é possivel nas próximas horas.

A pressão barométrica no olho da tormenta, estimada através de supercomputadores, é de 1005 hPa (hectopascais).







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"O segredo em negócios é saber alguma coisa que mais ninguém sabe." - Aristóteles Onassis