Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Fenômenos Naturais - Terremotos
Segunda-feira, 10 dez 2007 - 09h14

Falha geológica pode ter provocado terremoto em Minas Gerais

O terremoto que ocorreu nos primeiro minutos do último domingo (9/dez/2007), produziu forte impacto na cidade de Itacarambi, no norte de Minas Gerais, onde pelo menos 76 casas desabaram e uma criança morreu na localidade de Caraíbas. O evento é um dos mais intensos já registrados no Brasil, mas o primeiro a produzir vítima fatal.

O tremor, de 4.9 graus Richter, ocorreu no dia 9/12/2007 às 00h03 pelo horário de Brasília, a 10 km de profundidade, abaixo das coordenadas 15.04 S e 44.19 W, a apenas 3 quilômetros ao norte da cidade Itacarambi, 190 km ao norte de Montes Claros, também em Minas Gerais e a 335 km a sul-sudeste da cidade de Barreiras, na Bahia.

Moradores do local disseram que o tremor provocou um estrondo muito forte, parecido com um trovão.

De acordo com o professor Lucas Vieira Barros, diretor do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília, a terra naquela região já apresentava tremores desde maio. Em outubro, técnicos da universidade estiveram no local por duas vezes e ali instalaram seis estações sismográficas. Devido à intensidade do tremor, Barros e diversos especialistas partiram ontem em direção ao norte de Minas Gerais para coletar os dados armazenados pelos equipamentos e que ajudarão os cientistas a compreender melhor o fenômeno, estudando mais detalhadamente a intensidade e a profundidade do tremor.

As causas do evento desse domingo ainda são incertas, mas é provável que tenha sido causada por uma falha geológica, que segundo estimam os especialistas brasileiros, deve estar localizada entre 5 e 10 quilômetros abaixo do solo. A equipe de Barros descarta que os tremores estejam ligados ao desmoronamento de algumas cavernas da região, já que os eventos são repetitivos e desde mais já somam mais de vinte.

O evento desse domingo é considerado "forte" para os padrões brasileiros. O terremoto mais intenso já registrado no Brasil ocorreu em Porto dos Gaúchos, no norte de Mato Grosso, em 31 de janeiro de 1955. Na ocasião os sismógrafos registraram 6.2 graus na escala Richter. No Estado de São Paulo, o abalo mais violento atingiu 5.2 graus Richter e ocorreu em 1922 em Mogi-Guaçu.

Ilustração: No topo, mapa de propagação mostra o tempo que as ondas P levaram para atingir diversos locais do planeta, a partir do local do evento na cidade de Itaracambi. Na seqüência, imagem de satélite mostra o local do epicentro. À direita da imagem vemos o Rio São Francisco. Clique sobre a imagem para navegar sobre a cidade.
Registro:Acima vemos o sismograma do evento, como registrado pela estação SLBR, localizada em Solanea, na Paraíba. A estação pertence ao Projeto do Milênio, coordenado pelo Dr. Reinhardt Fuck, do Instituto de Geociências da Universidade de Brasília, UNB e operada pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN. Agradecimentos: Dr. Joaquim Mendes Ferreira, coordenador do Laboratório Sismológico da UFRN e Eduardo Alexandre, técnico em sismologia da UFRN.

Leia também:
Informações sobre terremotos e monitoramento dos últimos abalos no Brasil e no mundo







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A gente só diz sim ou não no casamento e, ainda assim, às vezes erra." - Itamar Franco