Siga o Apolo11 no Facebook   Siga o Apolo11 no Twiiter
Ciência, Espaço e Tecnologia


Editoria: Fenômenos Naturais - Terremotos
Quarta-feira, 22 jun 2022 - 08h51

Colisão entre placas tectônicas mata mais de 900 pessoas no Afeganistão

Um terremoto de 5,9 magnitudes sacudiu o extremo leste do Afeganistão nesta terça-feira, 21 de junho, causando a morte de mais 900 pessoas. Embora este abalo possa ser considerado de baixa intensidade, a precariedade das construções acima do hipocentro contribuiu para o elevado número de vítimas, que pode crescer nas próximas horas.

Localização exata do tremor de magnitude 5,9 entre o leste do Afeganistão e extremo noroeste do Paquistão.
Localização exata do tremor de magnitude 5,9 entre o leste do Afeganistão e extremo noroeste do Paquistão.

O evento desta terça-feira foi detectado a 10 km de profundidade, sob a latitude 33.09°N e 69.51°E, a 46 km da cidade de Khost. O evento ocorreu às 23h54 pelo Horário de Brasília.

Tectônica da Região
O tremor atual é o resultado da colisão da placa tectônica da Índia, que se move em sentido norte a uma taxa de cerca de 40 mm/ano, contra a placa da Eurásia. Nesta localidade, na borda norte do subcontinente indiano a placa da Índia mergulha sobre a da Eurásia, causando soerguimentos extremamente violentos que produziram os picos das montanhas mais altas do mundo, entre eles a cadeia do Himalaia, o monte Karakoram, Pamir e o Hindu Kush.

A oeste e ao sul da frente do Himalaia, o movimento entre as duas placas muda e passa a ser oblíquo, o que resulta em terremotos por deslizamento, deslizamento reverso e deslizamento oblíquo.

Registros sismográficos mostram que o padrão de ondas elásticas que foram irradiadas indica que o evento de 21 de junho foi predominantemente causado por uma falha de deslizamento lateral que atingiu a porção nordeste ou então um deslizamento lateral direito em uma falha que atinge o noroeste da Índia.


Infraestrutura Comprometida
O evento atual, está a cerca de 500 km do norte-nordeste de um terremoto mortal de magnitude 6,4 que ocorreu em 10 de outubro de 2008 no oeste do Paquistão e que matou 166 pessoas e destruiu várias aldeias por deslizamentos de terra desencadeados.

Embora o evento seja considerado de baixa ou média intensidade, o elevado número de mortos pode ter como causa a localização bastante remota e décadas de conflitos que deixaram uma infraestrutura bastante comprometida.


Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2022
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Não há como evitar a guerra. Ela pode ser apenas evitada, para vantagem do adversário" - Maquiavel