Siga o Apolo11 no Facebook   Siga o Apolo11 no Twiiter
Ciência, Espaço e Tecnologia

Lunetas e Telescopios

MARKHOS....

28/11/2007
22h25
SERÁ QUE A FORÇA G EXISTIRIA NESTE CASO?
Categoria: Astronomia e Astrofísica

Ola galera !

Eu estou fazendo alguns calculos aqui, e estou em duvida se a força ´´G´´ que é dada pela formula. a= v²/R

pode ser desprezado por exemplo no espaço, mas precisamente falando, fazendo uma translaçâo em torno de um corpo qualquer...

Levando em conta. que esses numeros serao bem altos....

Se for do conhecimento de algum membro, me der essa explicaçao....

abraços.


Paulo

02/12/2007
08h43
Oi Markhos, bom dia!

Bom, tomando o Sol e a Terra como exemplos, se admitirmos que são corpos com distribuição esférica de massa, poderemos calcular o módulo da força gravitacional que o Sol exerce sobre a Terra pela Lei da Gravitação Universal: F=G.M.m/d2 , onde G é a constante da Gravitação Universal, m é a massa da Terra e M é a massa do Sol e d é a distância entre a Terra e o Sol. Utilizando a segunda lei de Newton, podemos calcular a aceleração que a Terra sofre devido à ação gravitacional do Sol: aTS = G.MS/(dTS)2. Desta forma, a aceleração que a Terra sofre devido ao campo gravitacional do Sol, não depende da massa da Terra. Sabendo que G = 6,67.10-11 N.m2/kg2, Ms = 1,99.1030 kg e dTS = 1,50.1011m , a equação fornece que a aceleração que a Terra sofre devido ao Sol possui o seguinte valor: aTS = 5,90 .10-3 m/s2 . Esta aceleração é responsável por manter a Terra em sua trajetória em torno do Sol, mas...

...é muito pequena quando comparada às acelerações de corpos que caem próximos à superfície da Terra!

Um abraço!


MARKHOS....

02/12/2007
14h29
Ola amigo ^^ !

Sim concerteza levando em conta esses dados podemos chegar à esses resultados,mas vamos considerar outro exemplo, considere esses fatos: presumo que você já tenha visto uma corrida de formula 1,você percebe que existe uma equaçâo para chegar á alguns números, que nos permite prevê a força ´G´que os pilotos sofrem ao fazer um movimento curvilineo em uma curva, e tais números dependendo do módulo podem deforma corpos,no caso os pilotos... tao fato deve ser á inécia dos corpos,enunciada pela primeira lei de Newton,e com corteza você tem conhecimento desta, quando eles fazem a curva o sistema( carro/piloto) têndem a seguir em movimento retilineo,mas devido ao atrito dos pneus com a estrada, descrevem uma curva,e fazendo tao fato a força ´G´os envolvem,tanto como a aceleraçâo centripeta, levando em conta que tais fatos ocorrêm aqui na terra.

Mas agora considere este exemplo: o nosso sátelite, e outro corpo(digamos uma nave),esta nave esta descrevendo um movimento curvilineo em torno da mesma, existiria esta força ´g´?, levando em conta que no espaço a força ´G´ nao tem um valor significativo,e tambêm esse corpo nao possue peso,porquê o peso é a força gravitica da terra contra os corpos que se encontram ´´proximos´´ á ela,no níveo do mar o aceleracâo é 9,8 m/s². mas no caso da lua com a nave, ambos exercem uma atraçao gravitacional um ao outro, mas como a massa da lua é bem maior do que a massa da nave, a lua atrai a nave, e nao vice-versa.digamos que essa nave esta fazendo uma translaçâo em volta da mesma,e a cada momento o raio da elipsia diminui, essa força ´G´ tem um modulo significativo para deforma os corpos dos intregrantes da nave?

por que nao há peso no espaço,e fica claro que tambêm está havendo a aceleracâo centripéta, e voltando a inércia dos corpos, presumo que a nave como um todo tambêm têndem em manter o seu movimento em linha reta, e como a velocidade é ´grande´ digamos 25.000 km/h. mas em contrapartida o raio é tambêm muito grande, ex :(300.000 m), esses números sâo meramente exemplos. no exeplo da corrida de formúla 1, considere esses némeros, um G é a força da gravidade normal,os números: 370 km/h é 102,8 m/s2,,

(102,8 m/s)2/228,5 m = cerca de 46,2 m/s2,

a aceleração decorrente da gravidade (1 G) é igual a 9,8 m/s2 ,

46,2 / 9,8 = 4,71 G - é a isso que os pilotos são submetidos.

Mas esses fatos derivam da gravidade, que tem direçâo vertical e sentido pra baixo aqui ma terra, voltando ao caso da lua e da nave, essa força nao é significativa presumo eu.

entao a ingocnita: essa força no espaço é grande?

levando em conta a velocidade da nave e o raio da curva já mencionados acima?

é isso ai..

abraços..

Importante: Todos os posts são de total responsabilidade dos seus autores e não refletem necessariamente a opinião do Apolo11.com. Informações sobre nossa Política de Privacidade podem ser encontradas no rodapé da página.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Liberdade, essa palavra que o sonho humano alimenta, que não há ninguém que explique e ningém que não entenda." - Cecília Meireles