Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Astronomia
Sexta-feira, 23 mai 2014 - 11h15

Cometa 209P deve causar grande chuva de meteoros neste sábado

A aproximação máxima do cometa 209P na próxima semana deve ter consequências antecipadas. O objeto vem acompanhado de uma enorme esteira de fragmentos que cairão na Terra neste sábado causando um intensa chuva de meteoros.



A chuva terá seu pico máximo previsto para ocorrer entre 03h00 e 05h00 BRT da madrugada de sexta-feira para sábado, mas não poderá ser vista do Brasil uma vez que o radiante estará centrado na constelação da Girafa, visível apenas no hemisfério norte.

Os pesquisadores acreditam que entre 100 e 400 meteoroides deverão se incendiar na alta atmosfera da Terra no momento de pico, o que tornará essa uma das maiores chuvas de meteoros dos últimos tempos.


Isso deverá acontecer devido a uma coincidência orbital bastante rara em que a Terra passará por uma zona onde se encontram todas as partículas deixadas pelo cometa 209P Linear ao longo de 22 órbitas ao redor do Sol entre os anos de 1803 até 1924.


Aproximação Máxima
Na madrugada do dia 29 de maio o cometa 209P Linear atingirá seu ponto de maior aproximação com a Terra, quando chegará a cerca de 8 milhões de quilômetros do nosso planeta. Uma aproximação tão estreita não acontecia desde 1983 quando o cometa IRAS-Araki-Alcock (C/1983 H1) fez um rasante a 4.6 milhões de km da superfície.

A orbita de 209P é inclinada em 21 graus e bastante elíptica. Quando está no ponto mais distante do Sol, o afélio, chega a mais de 750 milhões de km do astro-rei. No periélio, a menor distância do Sol, não passa de 136 milhões de km e invade as orbitas dos planetas interiores do Sistema Solar.


No Brasil
Aqui no Brasil, o cometa poderá ser visto na noite de quarta-feira, dia 28, algumas horas antes da máxima aproximação. O objeto estará bem alto no céu quando escurecer a partir das 19 horas até se pôr no horizonte oeste próximo à meia-noite.

A magnitude estimada entre 28 e 29 de maio é de 11.0, o que o torna impossível de ser visto a olho nu, mas facilmente observável com auxílio de telescópios de pequeno e médio porte.


Bons céus!


Artes: No topo, Diretor do Apolo11.com, Rogério Leite, fala sobre a aproximação máxima do cometa 209P. O objeto vem acompanhado de uma enorme esteira de fragmentos que cairão na Terra e que deverão causar um intensa chuva de meteoros.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Dignidade não consiste em possuir honrarias, mas em merecê-las" - Aristóteles