Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Aventuras e Expedições
Quinta-feira, 9 fev 2006 - 06h53

Steve Fosset atinge a Ásia após cruzar o Atlântico e o norte da África

Após cruzar o Atlântico e o norte da África, o piloto Steve Fosset atingiu na manhã de hoje a costa leste do mar vermelho, na Arábia Saudita.

No momento deste boletim, dados de telemetria (acima) recebidos do controle da missão indicavam que o Globalflyer localizava-se sobre as coordenadas 25.11 N e 38.78 W e viajava à velocidade de 580 km/h sobre uma altitude de 15400 metros.

Fosset, de 61 anos decolou ontem da base aérea de Cabo Canaveral, na Flórida, às 10h30 (Hora de Brasília), após uma série de adiamentos devido ao mau tempo e um pequeno vazamento de combustível que chegou a preocupar a equipe.

Fosset planeja voar ininterruptamente durante 3 dias e meio e quebrar o recorde mundial de distância percorrida.

Atualmente o recorde de distância é de 39979 quilômetros, estabelecido em 1986 pela aeronave Voyager, comandada pelos pilotos Dick Rutan (foto à direita) e Jeanna Yeager. Rutan, que também faz parte da atual equipe de Fosset, também detém o título de primeiro homem a dar a volta ao mundo em um avião alimentado por energia solar.


Fosset também planeja quebrar o recorde estabelecido pelo balão Breitling Orbiter 3 in 1999, que deu a volta ao mundo percorrendo 40577 km. Na época, o Breitling Orbiter 3 era pilotado por Richard Branson (foto), fundador da Virgin Atlantic e patrocinador do atual vôo de Fosset.

Em 2002 Fosset se tornou o primeiro homem a dar a volta ao mundo, sozinho, em um balão e em março de 2005 também foi o primeiro homem a dar a volta ao mundo em vôo solo, sem reabastecimento ou paradas. Na ocasião Fosset completou o trajeto em 67 horas a bordo do mesmo avião Globalflyer.

Fosset também já foi visto pelo Brasil. Em 2002, durante uma das tentivas de dar a volta ao mundo a bordo de um balão, Fosset fez uma aterrisagem forçada no interior do Rio Grande do Sul.

A missão atual é coordenada pelo experiente Jon Karkow (foto), que em 2005 se tornou o primeiro civil a realizar um vôo sub-orbital com uma aeronave não governamental. Em terra, participaram desta missão além de Richard Branson, o próprio Steve Fosset.

O Globalflyer é uma aeronave 14 metros de comprimento por 35 metros de envergadura e seus 13 tanques de combustível são perfeitamente distribuídos ao longos das asas. Durante a decolagem a aeronave carrega aproximadamente 9 mil quilos de combustível, necessários ao funcionamente da única turbina, modelo FJ44, fabricada pela inglesa Williams.

Acompanhe ao vivo

O Apolo11 retransmite o vôo histórico de Steve Fosset através de imagens ao vivo geradas desde o controle da missão. no Texas.

Aliado à transmissão ao vivo, um mapa(direita)atualizado a cada 5 minutos mostrará a posição onde está o GlobalFlyer, bem como dados de posicionamento global enviados pelos GPS a bordo a aeronave.

Clique aqui e veja como acompanhar mais este vôo histórico de Steve Fosset a bordo do GlobalFlyer







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"As leis não são feitas para o homem bom" - Sócrates