Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Meio Ambiente
Quinta-feira, 29 set 2005 - 06h30

Força-tarefa da Defesa Civil começa a combater incêndios florestais no Acre

A partir desta quinta-feira (29), uma força-tarefa de 150 bombeiros do Distrito Federal e 15 especialistas em incêndio florestal do Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis estará em Xapuri (AC), a 200 quilômetros da capital do Acre, para combater o fogo que atinge florestas no norte do Estado. Coordenada pela Sedec - Secretaria Nacional de Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional, a força-tarefa viajou, nesta quarta-feira (28), a bordo de um Boeing 707 da FAB - Força Aérea Brasileira.

O gerente do Departamento de Resposta aos Desastres e de Reconstrução da Sedec, Marcos Aurélio Alves de Melo, que visitou o Acre na semana passada, constatou que a causa dos incêndios são as queimadas provocadas por pequenos produtores rurais em lavouras de subsistência. ''Geralmente, quando esse tipo de fogo atinge as florestas, a umidade natural da mata consegue controlá-lo. No Acre, os incêndios tomaram essas proporções porque não chove há 100 dias e a umidade do ar está baixa'', explicou Marcos Aurélio Alves de Melo.

Imagem de Satélite: Nesta imagem de resolução moderada feita pelo satélite Aqua no dia 20 de setembro, centenas de pontos de queimadas podem ser vistos em diversas regiões do norte do país.


Fumaça causa alerta na Colômbia
As autoridades de Letícia, a principal cidade da Amazônia colombiana, declararam estado de alerta nesta quarta-feira (28) em virtude de uma fumaça espessa, aparentemente provocada pelas queimadas feitas no Brasil.

"Nas últimas semanas vem ocorrendo um fenômeno que se chama bruma seca, em que a fumaça sobe no ambiente", disse Olga Lucía Chaparro, funcionária da estatal Corpoamazônia - Corporação para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia, entidade encarregada da vigilância do meio ambiente na região.

Segundo Chaparro, esta fumaça é resultado das extensas queimadas nos Estados brasileiros do Acre, Rondônia e Mato Grosso, para cultivo "principalmente da soja". A fumaça, em seguida, é levada para o território colombiano pelos ventos fortes.

O nevoeiro motivou o fechamento do aeroporto de Leticia e prejudicou centenas de turistas colombianos e estrangeiros, que vêm tendo dificuldade para deixar a região. (AFP)







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Dignidade não consiste em possuir honrarias, mas em merecê-las" - Aristóteles