Quarta-feira, 2 fev 2005 - 10h10

300 abalos são sentidos na costa do Equador e população teme grande terremoto

Nos últimos onze dias, centenas de tremores estão sendo registrados em alto-mar, na costa equatoriana, levando medo à população, que desconfia que um grande terremoto está por vir.

Esse medo tem fundamento. Segundo Hugo Yepez, diretor do instituto geofísico da escola Nacional Politécnica do Equador, essa seqüência de abalos não é normal. "Essa área é capaz de produzir grandes terremotos. Terremotos fortíssimos".

Ao redor de 320 tremores, todos maiores que 4.0 graus Richter, estão sendo sentidos desde o dia 20 de janeiro na região próximo ao Porto de Manta, na costa do Equador. Se você acompanha os sismogramas disponibilizados pelo Apolo11 já percebeu isso. Todos os dias são reportados eventos naquela região, que podem ser visualizados através dos sismógrafos disponíveis.

O Porto de Manta, é um garnde centro comercial e balneário, e é o segundo maior porto do país depois de Guayaquil, e desde 1999 tem sido utilizado como local estratégico por forças norte-americanas no combate ao narcotráfico.

Em 1942, um poderoso terremoto de 7.9 graus Richter atingiu a cidade de Guayaquil, mas não causou vítimas.


Tsunami é improvável
A forma da costa equatoriana não permitiria a formação de um tsunami gigante, como o que devastou diversos países no oceano Índico no final de 2004. Naquela ocasião, um terremoto de 9.0 graus na escala Richter provocou ondas de mais de 10 metros altura, que se propagaram até a costa da África, matando pelo menos 280 mil pessoas.


No Alaska, dois vulcões dão sinais de erupção

Na península do Alaska, o Monte Venianof começou liberar cinzas vulcânicas desde o começo deste mês e segundo o Observatório Vulcanológico do Alaska, a montanha pode entrar em erupção a qualquer momento.

A FAA, o departamento de aviação dos EUA, impôs restrições de vôo ao redor de 2.500 metros de distância do vulcão, localizado a 770 km a sudoeste da capital, Ancorage.

Não foi observada queda de cinzas na vizinha cidade de Perryville, onde vivem 110 pessoas e localizada a 35 km ao sul.

O vulcão Veniaminof é um dos maiores e mais ativos vulcões no arco das Aleutas e já entrou em erupção pelo menos 12 vezes nos últimos 200 anos, de acordo com o observatório. Em 2002 e 2004, ocorreram eventos de liberação de cinzas, iguais aos verificados agora.

Outro vulcão agitado é o monte Spurr (foto acima), uma montanha de 3.650 metros a 130 km de Ancorage.

Pequenos terremotos que se iniciaram durante o verão se intensificaram nas últimas semanas. A atividade inclui emissões de calor, que criou um lago após derreter a neve e o gelo próximo ao topo.

A última vez que Spurr entrou em erupção foi em 1992, mas essa e outras erupções partiram de um cone no flanco sul da montanha, ligeiramente abaixo do cume. As atividades atuais estão ocorrendo diretamente abaixo do topo, que não entra em erupção há pelo menos 5 mil anos.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Os homens deveriam fazer com suas esperanças o que fazem com suas galinhas: cortar suas asas para que não possam fugir voando" - Lorde Halifax