Sábado, 12 dez 2009 - 08h23

Acompanhe: Vênus desfila seu esplendor próximo ao disco solar

Vênus é um dos planetas mais fáceis de observar no Sistema Solar. Antes ou depois do pôr do Sol, seu brilho é tão intenso que pode ser visto até mesmo durante o dia e algumas vezes as pessoas o confundem com algum objeto não identificado. Ver o planeta Vênus é realmente muito fácil.


Clique para ver a animação

Algumas vezes, no entanto, o planeta se torna invisível aos nossos olhos, geralmente quando está aparentemente muito próximo do Sol, quando seu forte brilho é totalmente mascarado pelos intensos raios da estrela. Quando isso acontece, não tem jeito. Para ver o planeta só mesmo contando com a ajuda da tecnologia, em especial do observatório espacial Soho, que monitora o Sol durante 24 horas por dia.

O SOHO (Solar and Heliospheric Observatory - Observatório Solar e Heliosférico) mantém o Sol sob constante observação e fica situado a uma distância de 1.5 milhão de quilômetros de distância da Terra, onde as atrações gravitacionais do Sol e da Terra se tornam iguais e se anulam, mantendo o satélite em posição fixa com relação ao Sol. Essa posição privilegiada permite aos cientistas estudarem profundamente a estrela, especialmente a coroa solar, onde os mais intensos fenômenos que ocorrem na estrela podem ser vistos e analisados.

Situado em uma posição tão estratégica, não é de se espantar que diversas coisas possam ser vistas através de suas lentes e uma das mais interessantes são as passagens dos planetas que cruzam o campo de visão dos instrumentos. Marte, Vênus, Júpiter, Saturno, Mercúrio, todos eles já desfilaram, atrás ou na frente do disco solar, proporcionando aos observadores uma bela paisagem do Sistema Solar em movimento.

Agora é a vez do planeta Vênus.

No dia 9 de dezembro, um pequeno ponto no lado direito da imagem marcou o início do desfile. Lentamente o planeta foi se revelando e agora já pode ser visto em toda a sua plenitude como um gigantesco objeto se deslocando da direita para a esquerda nas imagens captadas. Apesar de não ser possível de ver na imagem, Vênus está muito mais afastado que o Sol. Enquanto este está a cerca de 150 milhões de quilômetros de distância, Vênus se localiza a 253 milhões de quilômetros e em alguns dias deverá passar por trás da estrela. O final da passagem pelas lentes deverá ocorrer em 15 de fevereiro.

A imagem mostrada é conhecida como Lasco C3, um coronógrafo com campo de visão que engloba 32 diâmetros do sol, o equivalente a 45 milhões de quilômetros desde o centro da estrela. O traço que parece surgir de ambos os lados do planeta é criado pela imperfeição do sensor de imagens, que faz com que os pixels adjacentes do CCD também sejam excitados.

Além de Vênus algumas estrelas podem ser vistas deslocando-se no plano de fundo. Você saberia dizer que estrelas são essas?


Foto: Sequência de imagens mostra a passagem do disco venusiano pelo disco solar. Crédito: Solar and Heliospheric Observatory/WWW.APOLO11.COM.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"A recordação da alegria não é mais alegria / enquanto a recordação da dor é dor ainda" - Byron