Segunda-feira, 5 mai 2008 - 09h26

Ainda dá tempo: chuva de meteoros pode ser vista na madrugada!

Ver uma chuva de meteoros é sempre uma atividade interessante e instrutiva, mas nem sempre estamos prontos a contemplá-las. Algumas vezes elas acontecem e passam e só depois é que ficamos sabendo que ela ocorreu, não é mesmo?

Mas desta vez não será por falta de aviso. Observar e contar os fragmentos que ardem ao penetrar em nossa atmosfera será uma tarefa muita agradável para quem quiser acordar cedo nesta terça-feira. E não é para menos. Aproximadamente 04h30 da manhã, no mesmo quadrante em que o Sol nasce, estará ocorrendo uma das mais interessantes chuvas anuais de meteoros. Trata-se da Eta Aquarídea, a chuva de estrelas cadentes formada pelo rastro do cometa Halley.

O cometa Halley descreve uma volta ao redor do Sol a cada 76 anos e a última vez que se aproximou da Terra foi há 22 anos, em 1986. Atualmente, o cometa Halley está muito longe, bem pra lá da órbita de Urano, mas a trilha de poeira gelada deixada por ele ainda pode ser vista.

Isso acontece duas vezes por ano e ocorre quando nosso planeta cruza essas partículas.

Ao penetrar na alta atmosfera, os fragmentos se incandescem e produzem as chamadas chuvas de meteoros. Quando ocorrem no mês de maio, a chuva é chamada de Eta Aquarídea e quando acontece em outubro se chama Orionídea. Em ambos os casos as chuvas de meteoros são causadas pelas partículas deixadas pelo cometa Halley.

Eta Aquarídea, ou Eta de Aquárius, é o nome de uma estrela de magnitude 4 da constelação de Aquárius. A estrela nada tema ver com a chuva de meteoros, exceto pelo fato de que o fenômeno parece surgir próximo à estrela. Eta de Aquarius se localiza a 156 anos-luz da Terra e seu brilho é 44 vezes mais intenso que o Sol. Os fragmentos deixados pelo Halley se incandescem bem mais perto de nós, a cerca de 100 km de altitude.


Vendo a chuva
A chuva de Eta de Aquárius ocorre entre os dias 21 de abril e 12 de maio, com seu ponto máximo entre os dias 5 e 6 de maio. Portanto quem esteve observando os céus nestes dias pode ter presenciado alguns fragmentos, Normalmente são esperados entre 20 e 60 meteoros por hora, mas não espere um espetáculo semelhante aos fogos de artifício, principalmente nas grandes cidades e locais mais claros.

Para ver a chuva durante a madrugada, localize com a ajuda da carta celeste acima a constelação de Aquario, próximo ao ponto cardeal leste. A melhor maneira para se ver os meteoros é ir até um local escuro, sentar confortavelmente em uma cadeira reclinável e admirar o céu relaxadamente. Como as noites estão mais frias, é sempre bom ter à mão um cobertor. Os meteoros devem aparecer em qualquer local do céu, mas as trilhas deixadas por eles vão parecer apontar para Eta de Aquárius.

É isso. As dicas estão dadas. Agora é só torcer os dedos para o tempo colaborar e o sono não chegar antes da hora. Bons céus a todos!

Artes: No topo vemos a carta celeste onde podemos identificar a constelação de Aquário e a posição aparente da chuva de meteoros. Na seqüência vemos a representação esquemática mostrando como a Terra cruza a esteira de partículas deixada pelo cometa.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Quem não compreende um olhar, tampouco há de compreender uma longa explicação" - Provérbio Arabe