Procure no Apolo11
Terça-feira, 1 fev 2022 - 09h30
Por Rogério Leite

As incríveis semelhanças entre Júpiter e a Terra

Comparado com a Terra, Júpiter é 11 vezes maior em circunferência, 5 vezes mais distante do Sol, 4 vezes mais frio e gira 2.5 vezes mais rápido. Baseado nesse números, o gigante gasoso não parece ter muita coisa em comum com a Terra, mas se você observar essas imagens detalhadamente, onde vemos vórtices ciclônicos nos dois planetas, será quase impossível dizer a diferença.

À esquerda vemos Júpiter, com nuvens ricas em amônia girando nas camadas mais externas da atmosfera. A direita vemos a uma típica floração de fitoplâncton, na Terra.
À esquerda vemos Júpiter, com nuvens ricas em amônia girando nas camadas mais externas da atmosfera. A direita vemos a uma típica floração de fitoplâncton, na Terra.


Observe essa comparação, publicada em 2019. À esquerda vemos Júpiter, com nuvens ricas em amônia girando nas camadas mais externas da atmosfera do planeta. A rápida rotação de Júpiter e a alta temperatura na profunda atmosfera traçam uma série de padrões e distúrbios rotativos, chamados vórtices. A imagem da Terra, à direita, revela uma típica floração de fitoplâncton verde, traçando as bordas de um vórtice formado no Mar Báltico. Essa dinâmica turbulenta nos oceanos é um dos mecanismos mais importantes para mover calor, carbono e nutrientes ao redor do planeta.

A semelhança nos padrões rotativos é tão grande que chamou a atenção dos cientistas.

Lia Siegelman, oceanógrafa da Scripps Institution of Oceanography, ficou bastante interessada pela imagens enviadas pela missão Juno, da Nasa, que a lembraram dos oceanos turbulentos que ela estava estudando na Terra. As imagens eram tão semelhante que Siegelman apresentou os seguintes exemplos (abaixo) na reunião de dezembro de 2021, da União Geofísica Americana.

Semelhança entre redemoinhos e vórtices formados na Terra e em Júpiter.
Semelhança entre redemoinhos e vórtices formados na Terra e em Júpiter.

Observe como os redemoinhos e vórtices formados no Mar da Noruega (canto superior esquerdo) e no Mar Báltico (canto inferior esquerdo) se assemelham a vórtices na atmosfera de Júpiter (superior e inferior direito). Embora as escalas sejam absurdamente diferentes, Júpiter é quase 11 vezes maior que a Terra, Siegelman observou que os sistemas são gerados pelo mesmo tipo de dinâmica de fluidos.

A espaçonave Juno completou sua 38ª passagem por Júpiter em novembro de 2021 e coleta dados sobre o gigante gasoso desde julho de 2016. O estudo e comparação dos padrões jovianos formados naturalmente permitem aos cientistas aprenderem um pouco mais sobre a dinâmica dos processos atmosféricos e futuramente podem nos dizer algo novo sobre nosso próprio planeta.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.




Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2022

"Livre é o homem sábio que sabe governar a si mesmo" - Homero - 850 aC -