Segunda-feira, 7 mar 2016 - 11h01
Por Rogério Leite

Asteroide se aproxima e eclipse total escurece a Indonésia

Atualização do asteróide 2013 TX68

De acordo com o MPC, Minor Planet Center, TX68 passou nas vizinhanças da Terra às 10:42 BRT de segunda-feira, 7 de março de 2016, a 4.092 milhões de km da Terra, uma diferença de mais de 10 horas em relação à última modelagem feita pelo JPL da NASA.



Entre hoje e amanhã, dois eventos celestes devem chamar bastante a atenção. Hoje, um asteroide poderá passar de raspão pela alta atmosfera da Terra. Amanhã, outro lado do mundo, algumas partes do planeta mergulharão na sombra da Lua.

Possivel localizacao do asteroide 2013 TX86 durante o momento da maxima aproximacao
Possível localização do asteroide 2013 TX86 durante o momento da máxima aproximação, em 7 de março de 2016, as 21h06 BRT (08 mar 2016, 00h06 UTC)

Naturalmente, os dois eventos não estão relacionados e acontecerão em momentos diferentes do dia, a começar pelo rasante do asteroide 2013 TX68, uma rocha de cerca de 40 metros e orbita pouco conhecida e que por isso mesmo tem causado grandes incertezas sobre sua aproximação.

A última vez que 2013 TX68 foi visto foi em 09 de outubro de 2013, 10 dias depois de descoberto. Com tão pouco tempo de observação, os astrônomos só conseguiram marcar 36 pontos de sua passagem, o que tornou o cálculo da orbita altamente impreciso.

Orbita do asteroide 2013 TX68
Orbita do asteroide 2013 TX68: Com muitas incertezas, modelos mostram que a menor aproximação pode ser de 22 mil km. A melhor solução aponta para 493350 km.

Inicialmente, as soluções mostravam que o asteroide passaria nas vizinhas da Terra no dia 5 de março, mas um novo modelo orbital produzido em 25 de fevereiro de 2016 mostrou que a aproximação será hoje, segunda-feira, 7 de março, às 21h06 BRT (00h06 UTC de terça-feira, 8 de março).

O grande problema da aproximação deste asteroide é que devido à incerteza sobre sua orbita, os cálculos mostram uma diferença muito acentuada entre a distância mínima calculada e a mais provável. Enquanto a distância esperada fica em torno de 5 milhões de quilômetros, a distância mais próxima é de cerca de 30 mil km do centro do planeta, ou 24 mil km da superfície.

2013 TX68 tem cerca 40 metros de comprimento e pesa 80 mil toneladas. Se passar pela Terra no limite inferior da previsão, poderá ser visto sem auxílio de binóculos em locais de céu escuro.

A velocidade de deslocamento de 2013 TX68 é de 52 mil km/h e se atingisse a Terra, liberaria a mesma energia que 2 mil toneladas de TNT, suficientes para fazer um bom estrago sobre uma cidade.


Eclipse Total
Deixando de lado o improvável impacto do asteroide TX68, na terça-feira o céu também será palco de um dos belos eventos da natureza, o eclipse total do Sol, quando a Lua se posiciona exatamente na frente do Sol e cria uma espécie de noite em pleno dia.

Eclipse total sol negro
Foto do eclipse solar total ocorrido em 2008, clicado pelo astrofotógrafo Miloslav Druckmuller

O eclipse começa às 23h19 UTC (20h19 BRT) com o ápice às 01h59 UTC (22h59 BRT).

Este eclipse será visto em sua totalidade em partes da Indonésia, incluindo Sumatra, Borneo e Sulawesi. No leste e norte da Austrália o eclipse será visto parcialmente, assim como no sul e leste da Ásia.

No Brasil o eclipse não será visível e devido ao fuso horário ocorrerá no final da noite de terça-feira. Como em outras ocasiões, o Apolo11 retransmitirá o evento, gerado pela NASA TV.

Eclipse Total 2016
Mapa mostra o caminho da sombra projetada durante o eclipse de março de 2016


Eclipse Solar
Para haver o eclipse, é preciso que do ponto de vista do observador a Lua fique exatamente na frente do Sol e essa coincidência não acontece ao mesmo tempo em todas as partes do mundo. Ela varia e desta vez os moradores da Indonésia, Micronésia e região serão beneficiados.

Um eclipse do Sol ocorre sempre que a Lua se posiciona entre a Terra e o Sol. Se durante um eclipse a lua encobrisse completamente o disco solar, seria chamado de eclipse total. Caso contrário, eclipse parcial.

Se durante um eclipse total a Lua estiver próxima de seu apogeu (maior afastamento da Terra), seu diâmetro aparente parecerá menor que o do Sol e por não cobrir todo o disco, parte do Sol ainda permanecerá visível em forma de anel, daí o nome "anular" para este tipo de eclipse. Anular significa "em forma de anel"

No Brasil
O próximo eclipse solar visível no Brasil ocorrerá no ano de 2023, quando poderá ser visto dos Estados do Norte e do Nordeste. Na ocasião o eclipse será do tipo anular, quando um anel solar permanecerá visível em torno da Lua.

Eclipse total só mesmo em 2045.


LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Amargas são as lágrimas derramadas, mas ainda mais amargas são as que não se derramam" - Provérbio irlandês