Quinta-feira, 26 jul 2007 - 09h53

Astronautas da ISS descartam lixo em pleno espaço

Todas as pessoas esclarecidas e de bons modos sabem que todo lixo produzido deve ser recolhido ou acondicionado de forma adequada. Não é apenas uma questão de boas maneiras, ou higiene. Acima de tudo é uma questão de consciência e civilidade.

O lixo não pode ser negligenciado. É assim, ou pelo menos também deveria ser, com as pilhas usadas, baterias gastas, celulares velhos, equipamentos eletrônicos antigos, etc. Os próprios fabricantes deveriam recolher seus produtos depois de usados. Seria demonstração de civismo, coletividade e consideração ao ambiente.

Mas, se convencer a todos já é uma tarefa muito difícil, será possível tentar convencer pessoas instruídas a não descartar o lixo em qualquer lugar? Se quem tem que dar o exemplo não o faz, o que esperar das pessoas menos instruídas?


Lixo espacial
O lixo não é um problema só aqui na Terra, mas também no espaço, onde recebe o nome de "lixo espacial". Trata-se de uma série de material descartado, que fica dando voltas ao redor da Terra, esperando um dia ser incinerados durante a reentrada na atmosfera.

Estima-se que mais de dois milhões de fragmentos estejam orbitando a Terra nesse instante. São pedaços de estágios de foguetes, parafusos, metais, fios, pedaços de antenas e uma série de outros objetos que um dia fizeram parte de algum equipamento colocado em órbita. Muitos desses objetos podem permanecer centenas de anos no espaço e outros podem demorar algumas horas antes de serem queimados no calor da reentrada.

A imagem acima mostra um desses objetos. Trata-se de um reservatório de amônia, de mais de 630 quilos de peso, que foi literalmente "jogado fora", em pleno espaço, pelos astronautas da Estação Espacial Internacional, ISS. O "feito" ocorreu esta semana (jul de 2007), durante um trabalho de rotina do lado de fora da estação, e segundo a Nasa, o tanque já não era mais necessário.

O equipamento descartado, chamado de EAS, sigla para Servidor Inicial de Amônia, foi instalado na ISS em 2001, servindo como reservatório para o sistema de refrigeração interno, mas foi desativado no ano passado. Assim, para ganhar espaço dentro da ISS, os astronautas resolveram jogar fora o container, do tamanho de dois refrigeradores grandes.

A esperança é que a grande peça se desintegre na atmosfera, mas enquanto isso não acontece, continuará orbitando a Terra. No último dia 25, o lixo espacial pode ser visto e filmado ao cruzar o céu da cidade de Brockville, em Ontario, no Canadá. As imagens foram capturadas por Kevin Fetter, que fez o vídeo utilizando uma câmera de alta sensibilidade. De acordo com Fetter, a magnitude visual ainda é baixa, da ordem de 6, mas deverá aumentar gradativamente, conforme decai. Segundo os cálculos, o lixo deverá orbitar a Terra por mais de 1 ano, até se incendiar na atmosfera.

Para ver o vídeo, clique aqui. (2.5 mbytes)

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"O homem tem de estabelecer um final para a guerra, senão a guerra irá estabelecer um final para a humanidade" - John Kennedy