Quarta-feira, 3 ago 2005 - 07h05

Astronautas iniciam conserto crítico na Discovery

Os astronautas Stephen Robinson e Soichi Noguchi iniciaram hoje a terceira atividade espacial externa na qual procurarão efetuar os reparos sem precedentes no casco do ônibus espacial Discovery. O trabalho, previsto para durar seis horas, consta do conserto de dois pontos na barriga da nave, onde foram detectados pedaços protuberantes da malha cerâmica usada entre as placas térmicas. Robinson e Noguchi abriram a escotilha do Discovery e saíram ao espaço 28 minutos depois do previsto, informa a Nasa.

Embora pareça um conserto simples, os astronautas manifestaram dúvidas quanto à segurança dos procedimentos. ´É simples na teoria, mas tem de ser feito com muito, muito cuidado´, afirmou Robinson. O primeiro perigo é que as plaquinhas de cerâmica, que podem resistir a um calor infernal, se rompam com facilidade ao ser tocadas. O medo do astronauta é tocar essas frágeis plaquinhas com o capacete, pois terá de aproximar-se delas.

O subchefe do programa de ônibus espaciais, Wayne Hale, afirmou que, se esse plano não funcionar, com certeza a Nasa achará outra solução e tentará realizar o conserto de novo.

Na realidade, a equipe da agência espacial não tem muita certeza sobre quais seriam as conseqüências de um retorno da nave com as protuberâncias. No reingresso à atmosfera, a nave fica num ângulo de 45 graus e durante vários minutos a fricção eleva a temperatura a mais de 1.400 C.

Sua proteção depende de cerca de 24 mil painéis de sílica isolante postos na estrutura entre os quais ficam as malhas cerâmicas. Especialistas temem que as peças protuberantes causem turbulências que elevem a temperatura além da tolerância das placas isolantes, o que deixaria a nave vulnerável à intrusão de gases em combustão.

Foi a entrada desses gases numa asa que causou a explosão do Columbia em 2003. ´Creio que nosso retorno será seguro´, afirmou a comandante do Discovery, apesar das incertezas. O Discovery deve voltar à Terra no domingo ou na segunda-feira.


Bush agradece a astronautas O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, conversou por telefone com os tripulantes do ônibus espacial Discovery, e agradeceu os astronautas por terem "aceitado correr riscos" em nome da exploração espacial. Bush disse que vai rezar para que eles retornem com segurança à Terra.

"Quero que saibam o quanto nós, americanos, estamos orgulhosos de nossos astronautas. Quero agradecer por terem concordado em correr riscos em nome da exploração", disse Bush aos sete tripulantes, que estavam acompanhados dos colegas da Estação Espacial Internacional (ISS).

"Obrigada por serem exemplos tão grandes de coragem para os nossos cidadãos", acrescentou Bush. "Enquanto vocês se preparam para voltar, muitos de nós, americanos, estaremos rezando para que tenham um bom retorno." A comandante do Discovery, Eileen Collins, agradeceu Bush pelo telefonema. "Gostamos do que fazemos. Acreditamos em nossa missão e acreditamos na exploração espacial e nas viagens fora da Terra", disse.

A tripulação do Discovery se prepara para a tarefa delicada que terá que realizar amanhã: uma caminhada espacial para consertar a cobertura térmica da nave (foto), que, se falhar, poderá significar a morte de todos por aquecimento e explosão ao reingressar na atmosfera, como aconteceu com o Columbia em 2003.

O astronauta Stephen Robinson, encarregado do conserto, disse hoje que a tarefa é simples, embora delicada, devido à fragilidade das placas térmicas que ele deverá consertar. "O reparo é muito simples, mas as placas são frágeis (...) portanto devo ficar muito atento para não danificá-las", explicou.

Robinson, que é engenheiro, destacou que parte do treinamento que recebeu antes da decolagem concentrou-se no conserto das placas térmicas no espaço. Ele disse acreditar que poderá terminar o trabalho durante a terceira e última caminhada espacial com o colega japonês Soichi Noguchi, prevista para as 5h15 de Brasília desta quarta-feira, e que irá durar mais de sete horas.

"Temos muita confiança de que o reingresso na atmosfera se dará sem problemas. Assim que o conserto for feito, estaremos em excelente estado para um retorno bem-sucedido", afirmou a comandante Collins

Foto: Detalhe da serra modificada que será usada pelo astronauta japonês para o conserto da região danificada.


Assista ao vivo !
Acompanhe diariamente o vôo da Discovery através do Apolo11. Basta acessar https://www.apolo11.com/nasatv.php !


Rastreie a Estação !
Se você não possui um programa de rastreio, o Apolo11.com ajuda você a localizar a estação no espaço e até mesmo saber quando ela vai passar pertinho da sua casa ! É só acessar https://www.apolo11.com/track_iss.php?menu=spacetech


Elementos Orbitais
No momento, a nave Discovery permanece acoplada à Estação Espacial Internacional - ISS/Zarya - e os elementos orbitais para que os interessados possam rastrar a estação sãoos mesmos, como mostrados abaixo:

ISS (ZARYA)
1 25544U 98067A 05212.35307071 -.0011520200000-0 -87752-3 0 363
2 2554451.645034.7383 0002233 187.7353 242.5992 15.71786999382632

SOYUZ-TMA 6
1 28640U 05013A 05211.39966015.0001230900000-096323-4 0 978
2 2864051.646739.6174 0002527 177.2272 254.2833 15.72065970 16551

PROGRESS-M 53
1 28700U 05021A 05211.39966015.0001230900000-096323-4 0 480
2 2870051.646739.6174 0002527 177.2272 254.2833 15.720659706849

STS 114
1 28775U 05026A 05209.35527779.0000975500000-077563-4 0 183
2 2877551.644850.0810 0002874 163.8680 209.9861 15.71986789 282

Se você possui receptor de VHF as emissões podem ser captadas na frequencia de 145.800 Khz, FM.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"O homem tem de estabelecer um final para a guerra, senão a guerra irá estabelecer um final para a humanidade" - John Kennedy