Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Quinta-feira, 14 fev 2019 - 11h15
Por Rogério Leite

Até breve, Opportunity. E obrigado por tanto aprendizado!

No último dia 12 de fevereiro de 2019, a NASA deu por encerrada a missão do jipe-robô Opportunity na superfície de Marte. Projetado para operar por 90 dias, o valente jipe trabalhou por quase 15 anos no terreno de Marte, revelando detalhes e conhecimentos inéditos sobre o mundo marciano.

Jipe Opportunity

A última comunicação entre o Opportunity e os controladores da missão ocorreu em 10 de junho de 2018, quando uma gigantesca tempestade de poeira de proporções globais cobriu os raios de Sol, obrigando o jipe-robô a entrar em estado de hibernação devido à falta de energia.

Desde então, centenas de tentativas de comunicação foram feitas, a última delas em 12 de fevereiro.


"Eu estava lá com a equipe quando os últimos comandos foram enviados no céu profundo, mas nosso amado Opportunity permaneceu em silêncio", disse o administrador associado da NASA, Thomas Zurbuchen, durante a coletiva de imprensa.

"Embora triste, estou aqui com sentimento de profunda gratidão e declaro que a missão do Opportunity foi completada com o mais absoluto sucesso", completou Zurbuchen.


Muitas Descobertas
O jipe Opportunity é sem dúvida o testemunho do trabalho árduo e da alta qualidade das naves espaciais. O objetivo do robô era operar por noventa dias no Planeta Vermelho, mas a alta qualidade do projeto o fez permanecer em funcionamento por 14 anos e 293 dias, 55 vezes mais tempo que a vida útil planejada.

Durante seu tempo de funcionamento, Opportunity caminhou por 45,16 km da superfície.


Assista ao vídeo

Logo nos três primeiros meses após a descida no planeta, o explorador já havia descoberto evidências de que a água líquida já molhou a superfície de Marte. Durante quase 15 anos de serviço, descobriu meteoritos extramarcianos, explorou em detalhes vários novos locais, como a cratera Endeavor e analisou a rocha e o solo do planeta.

Junto com o orbitador Mars Global Surveyor, Opportunity criou o primeiro perfil de temperatura atmosférica de Marte e também fez importantes observações astronômicas, uma delas o registro dos trânsitos das luas Phobos e Deimos ao cruzar o disco solar.


A longa vida do explorador trouxe à luz características geológicas únicas do planeta. Para produzir dados, escalou 135 metros de altura e alcançou o Cabo da Tribulação. Na fase de descida, experimentou o declive mais íngreme da exploração espacial, com 32 graus, o que fez com que a areia acumuladas em seus painéis solares escorregasse.

Em seus muitos dias marcianos (sols), Opportunity teve a chance de coletar incríveis panoramas dos diferentes lugares por onde passou, inclusive o local onde seu escudo térmico impactou durante sua descida em Marte.


Entre as observações mais sugestivas e populares feitas pelo Opportunity está o time-lapse do pôr do sol azul sobre as planícies marcianas, uma cena de tirar o fôlego de qualquer pessoa. Esta cena pode ser vista no vídeo acima.

Spirit, o irmão gêmeo
Opportunity explorou o hemisfério oposto do planeta em relação ao seu irmão gêmeo Spirit, outra missão que superou as expectativas. Spirit também deveria funcionar por 90 dias, mas sobreviveu por seis anos até 2010, quando ficou atolado na areia fofa da planeta.

Por quase dois meses, Spirit funcionou como uma plataforma científica estacionária, mas repentinamente os controladores perderam o contato com ela. Tentativas foram feitas para restabelecer a comunicação até maio de 2011, quando a missão foi declarada completa.


Silêncio
Marte está um pouco mais quieto hoje.
Curiosity e InSight estão mantendo o legado deixado pelo Opportunity e em breve se juntarão às novas missões da NASA e da Europa.

Muitos disseram "adeus" ao Spirit e outros dirão o mesmo ao Opportunity. No entanto, o legado deixado por essas naves é tão grande que não é delírio algum dizer "até breve" aos valentes exploradores.

Veja o que publicamos sobre a Spirit e Opportunity







Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Deve-se dizer sempre a verdade, mas nem todas as verdades se devem dizer" - Rainha Cristina