Procure no Apolo11
Segunda-feira, 20 mar 2023 - 10h44
Por Rogério Leite

Buraco coronal deve provocar tempestades geomagnéticas nos próximos dias

Um enorme buraco coronal na atmosfera solar está chamando a atenção de observadores e pesquisadores. O buraco ocupa cerca de 1/5 da área visível da estrela e à medida que o Sol rotaciona causa um alinhamento mais preciso em relação à Terra. Como consequência espera-se um aumento na velocidade solar e consequentemente o surgimento de tempestades geomagnéticas que podem ser intensas.

Buraco Coronal registrado em 20 de março de 2023 pelo Observatório Espacial de Dinâmica Solar, SDO, da NASA.
Buraco Coronal registrado em 20 de março de 2023 pelo Observatório Espacial de Dinâmica Solar, SDO, da NASA.

Buracos coronais são anomalias magnéticas que se formam no topo da atmosfera do Sol, conhecida como coroa ou corona solar. Essas mega estruturas se formam em decorrência de um enfraquecimento momentâneo do intrincado campo magnético que envolve o plasma desta região do Sol e como consequência permite que o vento solar escape com velocidade muito mais elevada que o normal.

Acompanhe a atividade solar em nossa página de monitoramento do Sol

Continua após a publicidade


Quando os buracos coronais estão geoefetivos, ou seja, alinhados com a Terra, os fluxos de vento que escapam da alta atmosfera da estrela atingem o nosso planeta com maior intensidade e interagem mais fortemente com o campo geomagnético terrestre. A consequência é a formação de tempestades geomagnéticas que podem causar desde belas auroras polares até o blecaute de fornecimento de energia elétrica em algumas localidades do globo.

Além do buraco coronal atualmente em atividade, espera-se também uma rajada extra de partículas, consequência direta de uma Ejeção de Massa Coronal (EMC) lançada ao espaço em 17 de março.


Atividade e Previsão Solar
Atualmente o Sol está apresentando diversas atividades explosivas de média e alta intensidade. Nas últimas 24 horas a atividade da estrela permaneceu moderada, com um flare de raios-x de classe M1.3 registrado ao redor da mancha solar AR3256 em às 02h10 UTC de 20 de março. Além dessa atividade, oito emissões menores de classe C também foram detectadas.

Para as próximas 24 horas existem até 95% de chances de explosões solares de classe C e 25% de chance de explosões na classe M. As chances de flares de alta intensidade na classe X são de apenas 1%.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.


Terça-feira, 13 fev 2024 - 23h00


Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2024

"Aquele que faz piadas quando está no governo, tem tendência à tirania" - Saint-Just -