Procure no Apolo11
Segunda-feira, 5 jun 2023 - 09h24
Por Rogério Leite

Buraco do Inferno: China inicia sua viagem ao centro da Terra

Desde o fantástico conto de Julio Verne, muito se pensou para colocar em prática algum plano ambicioso que permitisse levar exploradores ao centro da Terra. No entanto, as dificuldades para a perfuração de um buraco de mais de seis mil km são muitas e consideradas instransponíveis. Agora, cientistas chineses resolveram entrar na briga e deram início à perfuração que pretende levar pessoas a profundidades inimagináveis.

Vista panorâmica do início das perfurações do Buraco do Inferno, em Xinjiang, na China.
Vista panorâmica do início das perfurações do Buraco do Inferno, em Xinjiang, na China.

O poço chinês se localiza na Bacia de Tarim, em Xinjiang e nesta primeira etapa deve chegar a 11,1 km de profundidade. Segundo nota publicada, nesta fase deverão ser obtidas informações científicas sobre formações geológicas, além de ampliação do conhecimento sobre a propagação de terremotos e erupções vulcânicas. Pesquisas sobre a identificação de minerais e tentativas de correlação geológica às mudanças climáticas também deverão ser realizadas.

Poço mais Profundo da Terra
Até agora, o poço mais profundo que se tem registro é a escavação de Kola, na Rússia, que chegou a 12,2 km de profundidade em 1989. Segundo o governo russo, o objetivo dessa perfuração era estudar a composição da crosta e manto da Terra, além da avaliação da resistência das rochas e da alta temperatura encontrada nas profundezas.

Continua após a publicidade



Desafio da Profundidade
Os desafios de se avançar em grandes profundidades rumo ao centro da Terra esbarram, entre outros, no aumento da temperatura encontrada na medida em que a profundidade aumenta. Essa elevação da temperatura é chamada "gradiente geotérmico", estimado em 3°C a cada 100 metros de profundidade, ou cerca de 25°C/km de profundidade.

O valor do gradiente geotérmico foi observado pela primeira vez em 1867, durante a escavação do primeiro poço do mundo a ultrapassar os 1000 metros de profundidade, nas minas de gesso de Sperenberg, na Alemanha. Posteriormente, outras escavações demonstraram que esse índice é praticamente constante em qualquer local do planeta.

Além da temperatura, o ambiente hostil da perfuração inclui a aspereza das rochas, riscos e contaminação ambiental durante o processo de perfuração e desenvolvimento de equipamentos e brocas super resistentes à dureza e temperatura.

Considerando o índice geotérmico de 25°C/km, fica fácil entender que nesta primeira etapa os pesquisadores estarão trabalhando com perfurações em ambientes superiores a 250°C, o que rendeu à obra o apelido de Buraco do Inferno.


Gráfico demonstra a elevação da temperatura na medida em que aumenta a profundidade em direção ao centro da Terra.<BR>
Gráfico demonstra a elevação da temperatura na medida em que aumenta a profundidade em direção ao centro da Terra.


Temperatura no Centro da Terra
Naturalmente, chegar ao centro da Terra em poucos anos é uma missão impossível, pois na medida em que a perfuração avançar os efeitos da alta temperatura se tornarem cada vez mais intransponíveis. Para se ter uma ideia, ao atingir o topo do manto superior, a 660 km de profundidade, os equipamentos já estarão sendo submetidos a tórridos 1900 °C, com apenas 10% do caminho percorrido.

Com o passar do tempo e as escavações forem progredindo, talvez um dia possamos chegar de fato ao Centro da Terra. Quando isso acontecer estaremos a 6370 km da superfície, diante de uma fornalha de mais de sete mil graus de temperatura. Muito sorvete e água gelada devem fazer bem nesse lugar!

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.




Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2024

"Liberdade, essa palavra que o sonho humano alimenta, que não há ninguém que explique e ningém que não entenda." - Cecília Meireles -