Quinta-feira, 25 set 2008 - 07h17

China lança com sucesso missão histórica Shenzhou 7

Atualização - 10h22Exatamente às 10h10 pelo horário de Braília, a nave chinesa Shenzhou 7 decolou do Centro de Lançamento Satélites de Jiuquan, no deserto de Gobi, levando a bordo os três taiconautas. O lançamento estava previsto para ocorrer entre 08h07 e 09h27, mas foi adiado por alguns minutos pelas autoridades chinesas.

Foto: Crédito CCTV - TV estatal chinesa.


Veja a missão ao vivo!


07h50 - Corrida Espacial: China lança hoje missão do primeiro passeio espacial
Se não houver nenhum adiamento, a China deverá lançar na manhã desta quinta-feira a nave Shenzhou 7 com três astronautas a bordo. A missão é um marco no programa espacial chinês já que será a primeira vez que um taiconauta (astronauta chinês) fará um passeio no espaço.

Passeio espacial chinês

O lançamento está programado para ocorrer entre 08h07 e 09h27 pelo horário de Brasília e será feito através de um foguete Longa Marcha 2F a partir do Centro de Lançamento Satélites de Jiuquan, no deserto de Gobi.

De acordo com autoridades chinesas, durante o passeio espacial será lançado um pequeno satélite que deverá filmar as atividades no espaço.

Inicialmente, a Agência Espacial Chinesa havia disponibilizado ingressos para quem quisesse assistir o lançamento, mas cancelou a tour alegando a segurança dos turistas, que pagaram 2 mil dólares para assistir o evento.

Os tripulantes escalados para a missão serão Liu Boming, Jing Haipeng e Zhai Zhigang, este último o taiconauta eleito para realizar a atividade extraveicular.


Atividade Extraveicular
A primeira atividade extraveicular (EVA) chinesa terá início após 5 órbitas ao redor da Terra. Dois taiconautas entrarão no módulo orbital vestindo os trajes espaciais, mas apenas um deles, Zhai Zhigang, conduzirá os experimentos científicos no espaço. O segundo taiconauta terá como responsabilidade monitorar todos os eventos a partir do módulo orbital e prestar auxílio em caso de emergência. O terceiro taiconauta permanecerá no módulo de retorno até o final da atividade, que deve durar 1 hora.

De acordo com a CNSA, a a gência espacial chinesa, o traje que será empregado na atividade extraveicular foi projetado para ser usado por até 7 horas consecutivas e foi construído com materiais sintéticos avançados, capazes de resistir ao fogo e à radiação. Jornais chineses dizem que o traje pode conter algum tipo de propulsão, mas especialistas ocidentais não acreditam que os chineses já tenham desenvolvido esse tipo de equipamento.

Entre os experimentos programados está o lançamento manual de um pequeno satélite de monitoramento, dotado de uma câmera estereográfica similar à da sonda lunar chinesa Chang'e 1, que fará imagens dos módulos e dos taiconautas.

A Shenzhou 7 está equipada com apenas dois painéis solares. Outros dois painéis, normalmente fixados no módulo orbital foram retirados para não atrapalhar as atividades no espaço.


Dados orbitais
Poucas informações orbitais estão disponíveis. Como divulgado calculado anteriormente pelo Apolo11 o apogeu da nave será de 343 km. Considerando-se a capacidade do foguete e a latitude da base de lançamento de 40.9577 graus norte, conclui-se que a órbita será altamente inclinada. Os elementos orbitais para rastreio serão divulgados assim que nos forem enviados.

Arte: No topo,concepção artística mostra como será o passeio espacial chinês. Crédito: CNSA. Acima, aplicativo SatMaps mostra o local da base de lançamento no Deserto de Gobi, na China.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Existem velas que iluminam tudo, menos o próprio candelabro" - Hebbel