Sábado, 14 jul 2007 - 18h14

Climatologista propõe 6 institutos de pesquisa na Amazônia

BELÉM - O climatologista Carlos Afonso Nobre, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), sugeriu nesta quinta-feira, 12, na 59ª reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que seis institutos de pesquisa sejam criados na Amazônia, a fim de incentivar o estudo na região.

Segundo ele, um investimento de R$ 600 milhões ao ano seria suficiente para estruturar e manter 3 mil pesquisadores nestes centros. "É metade do subsídio dado ao biodiesel e suficiente para que, em 25 a 30 anos, tenhamos instrumentos importantes para o desenvolvimento regional."

A idéia será incorporada a um documento que a geógrafa Bertha Becker, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, consolida com um planejamento integrado para o crescimento da Amazônia, que contemple as necessidades dos 20 milhões de habitantes da região sem destruir a floresta.

"Precisamos de um novo paradigma de utilização da Amazônia, que gere riqueza sem destruir a natureza. Não falo apenas de novas técnicas mas de um novo modo de produzir", disse a pesquisadora, uma das principais especialistas brasileiras no tema.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Ler é entrar num continente que já foi percorrido por uma quantidade de pessoas antes, mas que continua virgem, de uma certa maneira" - José Saramago