Terça-feira, 11 abr 2006 - 08h36

Depois de cinco meses, sonda européia atinge a órbita de Vênus

Controladores da Agência Espacial Européia, ESA, localizado emDarmstadt, Alemanha., confirmaram pela manhão processo de queima do foguete principal da sonda Venus Express, finalizado às 05h07 (Hora de Brasília)e a inserção da sonda na órbita do planeta.

Durante 10 minutos a sonda permaneceu do lado oculto do planeta, o que provocou a perda do contato com os controladores na Alemanha.

De acordo com o centro de controle, outras operações automáticas devem ocorrer nas próximas horas de modo a re-orientar a espaçonave com relação ao Sol, em um processo chamado de Modo de Aquisição Solar. Em seguida os computadores de bordo deverão direcionar as antenas de alto-ganho em direção à Terra,de modo a re-estabelecer comunicações com os controladores em terra.

O processo de queima do motor principal iniciou precisamente às 04h18 (Hora de Brasília) e durou exatos 50 minutos.

A Venus Express iniciou sua jornada em novembro de 2005 e após 5 meses alcançou os limites gravitacionais do planeta,distante 400 milhões de quilômetros da Terra.

A maior parte dos 570 kg de combustível que a Venus Express carrega foi usado nesta manobra. Diversas vezes os motores foram acionados automaticamente de modo a atingir o período orbital de 24 horas, que deverá ser alcançado em maio.

Formado por rochas, Vênus é um planeta muito parecido com a Terra sob diversos aspectos. Ligeiramente menor que Terra, o raio do planeta é de aproximadamente 6 mil quilômetros, com 80% da massa da Terra.

A atmosfera venusiana é extremamente difícil de penetrar, o que deu origem à diversas teorias espetaculares, em que o planeta deveria ser uma espécie de paraíso tropical, com pântanos e mares. Alguns acreditavam até mesmo que existisse dinossauros no planeta.

Nos anos 60 a exploração espacial ao planeta mostrou um mundo muito diferente do imaginado. A sonda russa Venera foi a primeira a atingir o solo do planeta e mostrou que Vênus praticamente não contém água e nas altas camadas atmosfera predomina o ácido sulfúrico. As temperaturas do planeta são extremamente elevadas e supera a marca dos 450 graus centígrados.

A combinação de gases da atmosfera e da alta temperatura fazem de Vênus o planeta com o maior efeito estufa de todo o sistema solar.

A descoberta do efeito estufa descontrolado de Vênus representou um dosprimeiros alertas para os riscos representados pelo aquecimento global naTerra, e uma das missões da Venus Express é ampliar a compreensão científicado fenômeno.

Além de analisar o comportamento da atmosfera, a Venus Express deverá tambémdeterminara geologia do planeta e verificar se existem terremotos e vulcões e vulcões ativos.


Leia Também:

  • Conheça o planeta Vênus
  • Meio Ambiente
  • Mudanças Climáticas
  • Energias Alternativas
  • Invenções e Descobertas
  • Arqueologia
  • Curiosidades
  • Terremotos on-line
  • Terremotos
  • Aventuras
  • O Brasil no espaço
  • Ônibus Espacial Discovery
  • Matérias sobre a ISS
  • Rastreie a ISS
  • Conheça os planetas
  • Sobre o telescópio Hubble
  • Tecnologia e exploração espacial
  • Brasil no Espaco
  • Sonda Stardust
  • Exploração Plutão
  • Exploração a Saturno
  • Exploração a Marte
  • Exploraçãoa Júpiter
  • Notícias emDestaque

  • LEIA MAIS NOTÍCIAS
    Base de Dados Completa

    Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
    Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
    Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














    Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

    Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

    "Os homens deveriam fazer com suas esperanças o que fazem com suas galinhas: cortar suas asas para que não possam fugir voando" - Lorde Halifax